Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Serviços de saúde são oferecidos a moradores em situação de rua e profissionais do sexo, em São Luís

Foram ofertados serviços de testagem para Infecções Sexualmente Transmissíveis e vacinação contra a Influenza/H1N1, dentre outros..

Foram ofertados serviços de testagem para IST’s e vacinação contra a Influenza/H1N1 (Foto: DIvulgação)

A Secretaria Municipal de Saúde de São Luís (Semus) realizou mais uma ação da estratégia Consultório na Rua. Desta vez, as atividades aconteceram nas imediações do Anel Viário, no Centro da capital – região onde atuam mulheres profissionais do sexo que também puderam ser atendidas.

Foram ofertados serviços de testagem para Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST’s) e vacinação contra a Influenza/H1N1, dentre outros.

A ação Consultório na Rua aconteceu durante a noite, em tenda no calçadão da Avenida Vitorino Freire, onde estão instalados, temporariamente, os comerciantes da Fonte do Bispo. O local, há alguns metros do Mercado Central, é um dos mais visados pelos moradores em situação de rua, muitas vezes usuários de drogas e profissionais do sexo, por ser, também, um dos mais populares da cidade – tomado por bares, restaurantes improvisados e outros atrativos.

De acordo com o superintendente-adjunto de ações em saúde da Semus, Willian Vieira, estratégias como o Consultório na Rua são essenciais para fortalecer cada vez mais a atenção primária à saúde daquelas pessoas vulneráveis, que estejam em situação de rua devido aos vínculos familiares interrompidos ou fragilizados. A estratégia, ainda de acordo com ele, se consagra por prestar atendimento não só ao grupo populacional alvo da iniciativa, mas, também, a quem demonstra interesse por usufruir dos serviços oferecidos.

“Consultório na Rua é uma ação que acontece pela cidade praticamente todos os dias. A Prefeitura oferece uma equipe multiprofissional para prestar assistência a cada um dos interessados, sejam eles moradores em situação de rua e vulnerabilidade ou não. Na ação de hoje, por exemplo, estamos atendendo mulheres profissionais do sexo que atuam nessa região do Centro, que formam um grupo importante no panorama de doenças sexualmente transmissíveis. Portanto, a iniciativa chega para elas com o papel de reduzir danos, no sentido de oferecer testes para detectar infecções ou evitar a transmissão de doenças, bem como educar e conscientizar sobre outras questões”, explicou Willian Vieira.

Segundo a coordenadora da Atenção Primária à Saúde da Semus, Andrea Costa Abreu, o atendimento primário é de suma importância para viabilizar o acesso, quando necessário, a um tratamento gratuito e de qualidade, por exemplo. No caso do Consultório na Rua, que é uma das estratégias desta política, é o meio mais prático que existe, atualmente, para levar qualidade de vida a quem, por qualquer que seja o motivo, não procure uma unidade de assistência médica.

“O papel da atenção primária é primordial na esfera da saúde e o Consultório na Rua veio para fazer o fortalecimento dessa política. Com essa ação a gente acaba atendendo não só a população em vulnerabilidade ou em situação de rua, mas, também, alguém que não consiga ir a um posto no horário comercial porque trabalha ou qualquer outro motivo. Nosso grande lema é alcançar e levar saúde aos pontos mais críticos da cidade”, destaca a coordenadora.

Além dos testes rápidos para detecção de Sífilis, HIV, hepatites virais, aferição de pressão, distribuição de preservativos e educação sobre sexo seguro, também foi oferecida, durante a ação, teste de antígeno para detecção de Covid-19 e vacina contra a Influenza/H1N1 e, ainda, kit higiênico contendo produtos como escova, creme dental e sabonete.

Carregando