Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Proposta pretende dispensar frentistas dos postos de combustíveis

A proposta é uma emenda à Medida Provisória 1.063, do executivo federal, que autorizou a venda direta de combustíveis para os postos

Foto: Reprodução

Uma proposta que tramita na Câmara dos Deputados pretende autorizar donos de postos de combustíveis a dispensar os frentistas com o intuito de baixar o preço aos consumidores. De autoria do deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP), a proposta é uma emenda à Medida Provisória 1.063, do executivo federal, que autorizou a venda direta de combustíveis para os postos.

Desde 2000, quando a Lei 9.956 começou a valer, os estabelecimentos foram proibidos de ter bombas para autoabastecimento, como é habitual nos Estados Unidos e em países da Europa. A justificativa na época era de garantir mais vagas de emprego.

Dados da Federação Nacional dos Frentistas (Fenepospetro) apontam que o fim da obrigatoriedade põe em risco 500 mil empregos no Brasil.

Por meio de uma rede social o deputado afirma que a mudança não causaria desempregos, mas aqueceria a economia e com “empregos em ramos diferentes, (…) melhores condições e salários maiores”. Para o parlamentar, os frentistas aumentam custos de operação e, indiretamente, no preço dos combustíveis, mas caberá aos donos de postos decidir qual modelo de negócio é mais vantajoso.

Carregando