Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Sampaio vence o CSA em São Luís

A vitória Tricolor começou a ser desenhada no primeiro tempo, com gol de Ciel, e Pimentinha fechou o placar na etapa final.

(Foto: John Tavares)

SÃO LUÍS – Em confronto pela parte de cima da tabela, melhor para o Sampaio Corrêa, que venceu o CSA por 2×0, na noite deste sábado, 28, no Estádio Castelão, e foi aos 34 pontos na tabela do Campeonato Brasileiro da Série B.

A vitória Tricolor começou a ser desenhada no primeiro tempo, com gol de Ciel aos 12 minutos. Na etapa final, Pimentinha marcou o segundo e deu números finais ao confronto.

O JOGO

A iniciativa de jogo foi do Sampaio, que ocupou o campo de ataque e passou a rondar a área do CSA, só na defensiva, marcando atrás da linha da bola. Mascarenhas cruzou na cabeça de Jean Silva, que testou para defesa do goleiro, aos cinco minutos.

Com o domínio da partida, a equipe Tricolor foi criando as chances de gol. Ferreira arriscou da entrada da área, e Nadson no lance seguinte, também disparou o chute. O goleiro alagoano defendeu ambas as tentativas.

Em trama pelo lado direito, Jean Silva serviu Watson que chegou batendo forte, mas o goleiro do CSA espalmou.

A superioridade em campo da Bolívia foi recompensada aos 12 minutos. Ferreira cruzou da direita e Ciel desviou para o gol, abrindo o placar no Castelão.

O gol deu ainda mais tranquilidade ao Sampaio, que tocava a bola e se aproximava da defesa alagoana. Em cobrança de falta, Mascarenhas bateu forte e obrigou o camisa 1 do CSA a espalmar para escanteio.

Aos 29 minutos, Jean Silva recebeu na entrada da área, limpou a jogada e chutou com muito perigo. A bola passou rente à trave.

Em lance isolado, após cobrança de escanteio, o time visitante por pouco empata com uma bola que bateu em Ferreira e quase entrou, mas Nilson Jr estava atento e salvou em cima da linha.

O Tricolor seguia com o controle das ações em campo, e Nadson levou perigo com um chute que desviou no zagueiro e raspou a trave.

O último lance do primeiro tempo foi uma cobrança de falta de Ciel da intermediária, encaixada pelo goleiro.

O CSA voltou para a etapa final com as linhas mais adiantadas, com o esquema diferente, em busca da igualdade. Em jogada dentro da grande área, o atacante alagoano limpou para marcar, mas Ferreira conseguiu travar.

Em batida de fora da área, o adversário voltou a assustar, só que a bola passou por cima do travessão. A equipe Tricolor respondeu em jogada pela esquerda com Nadson, que cruzou e a zaga cortou para escanteio, quase marcando contra.

O CSA experimentou Luiz Daniel, que defendeu aos 21 minutos. Na sequência, uma outra tentativa que passou por cima do travessão.

A defesa do Sampaio seguia neutralizando as investidas do time visitante, e em escapada rápida, Pimentinha arrastou a defesa e bateu rasteiro, no canto, sem chances para o goleiro. Tricolor 2×0.

O gol deixou o CSA sem muitas alternativas, e os clarões surgiam na defesa para o Sampaio explorar. No último lance da partida, Pimentinha serviu Daniel Costa, que chapou a bola na trave.

Mais três pontos na conta e uma vitória que levou a Bolívia para a quinta colocação na tabela com 34 pontos ganhos, bem na porta do G4.

O Sampaio Corrêa vai até Campinas na próxima rodada para enfrentar a Ponte Preta, sexta-feira, no Moisés Lucarelli, às 19h00.

Ficha Tricolor

Luiz Daniel, Watson (Luís Gustavo), Joécio, Nilson Jr (Eder Lima) e Matheus Mascarenhas; Betinho, Ferreira, Eloir (Pimentinha) e Nadson (Daniel Costa); Jean Silva e Ciel (Jackson).

Carregando