Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Polícia prende suspeitos de decapitar mulher em São Luís

Crime ocorreu no dia 12 de junho deste ano, após a vítima ter sido apontada como autora de outro assassinato.

Jakeleni de Oliveira foi morta por membros de facção, depois de ter assassinado Adail Carvalho (Foto: Divulgação)

SÃO LUÍS – Na manhã dessa quinta-feira (2), quatro pessoas foram presas pela Polícia Civil do Maranhão, suspeitas de participarem da morte de uma mulher identificada como Jakeleni de Oliveira Sousa, de 23 anos, que teve a cabeça decapitada por integrantes de uma facção criminosa que atua na região da Vila Samara, zona rural de São Luís. O crime ocorreu no dia 12 de junho deste ano.

A polícia não informou os nomes dos presos, mas os principais suspeitos pelo homicídio teriam sido identificados como Charles Eduardo, conhecido como “Cabelo de Puta”; Caio Vinícius, o “David do Bala” ou “Bananinha do Bala”; e “Rayfran”’.

As prisões fazem parte da “Operação Ammit”, que visa cumprir mandados de prisão e mandados de busca e apreensão no âmbito de investigações de crimes de homicídios.

A operação contou com a participação de policiais civis da Superintendência Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa (SHPP) e do 12º Distrito Policial do Maracanã. Após os procedimentos de praxe (cumprimento do mandado e interrogatório) os presos devem ser encaminhados ao sistema penitenciário.

Alguns objetos foram apreendidos durante a operação, e estes serão analisados a fim de aprofundar as investigações.

RELEMBRE O CRIME

Jakeleni foi brutalmente assassinada por membros de uma facção criminosa, numa espécie de tribunal do crime, devido à morte de um homem identificado como Adail José Carvalho Filho, de 25 anos, que seria morador da entrada do Coqueiro, também, na zona rural de São Luís.

Segundo informações obtidas pelo Jornal Pequeno, a suspeita e a vítima estavam consumindo bebida alcoólica, no estabelecimento comercial; e, em determinado momento, os dois tiveram um desentendimento.

Ainda conforme o que foi colhido pelo JP, teria havido uma luta corporal entre Jakeleni e Adail, sendo que a jovem, usando um chuço, desferiu um golpe na região da cabeça da vítima. Adail, após a confusão, ainda foi socorrido por familiares e levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Maracanã, mas não resistiu aos ferimentos.

O homicídio de Adail ocorreu na madrugada do dia 12 de junho, no Bar do Choque, localizado na avenida principal da Vila Samara. Horas depois, por volta das 10h34, Jakeleni foi morta.

Carregando