Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Comissão de Turismo discutirá o marco regulatório dos jogos no Brasil

Foi aprovada a audiência pública sobre o marco regulatório dos jogos no país. Nela serão discutidos os impasses e pontos positivos da liberação no Brasil

Foto: Reprodução

Preocupado com o futuro do Brasil e a liberação dos jogos, o Deputado Bacelar fez um requerimento em uma reunião deliberativa extraordinária no dia 19 de agosto, quinta-feira, com o intuito de liberar a ocorrência da legalidade dos bingos, jogos do bicho e outras práticas ainda proibidas em solo nacional.

“A aprovação do marco regulatório dos jogos é uma exigência da sociedade brasileira. Não há sociedade no mundo, desenvolvida, rica e civilizada, em que o jogo é proibido. Na América Latina, só Brasil e Cuba não permitem a atividade. Precisamos enfrentar essa questão e por isso estamos solicitando essa audiência pública”, conclui Bacelar.

Diante de todos os pontos negativos das proibições, o político citou a falta de proteção das pessoas que recorrem aos jogos ilícitos.
“O maior prejuízo está na área da segurança, já que aqueles que jogam no jogo ilegal não têm qualquer proteção do Estado e sua proteção enquanto consumidor assegurada em lei”, salientou.

Também mostrou preocupação com o combate à corrupção com uma maneira que ofereça mais benefícios para o povo e ainda gere empregos, recursos para os cofres públicos e renda no setor turístico.

A inspiração para os requerimentos, discussões e Projetos de Lei que circulam em Brasília, é no sucesso dos países vizinhos, que lucram muito com os estabelecimentos, geram empregos e promovem a circulação turística, sem contar em todos os benefícios secundários. A grande maioria deles sofre com menos corrupção de seus governantes, sendo um exemplo claro de sucesso.

Com todos os pontos citados, a ideia foi abraçada para discussão, assim foi determinada a audiência pública endossada pelo Deputado Otávio Leite, que se mostra animado e confirma que existem muitos pontos para serem conversados sobre a liberação dos jogos de azar.

A proibição ocorreu há décadas, e na época muitas cidades brasileiras sofreram com o desemprego e falta de renda, afinal parte delas eram regidas pelo turismo. O impasse ocorreu no ano de 1941, sob o regime de Eurico Gaspar Dutra, com a alegação de que os jogos de azar eram um passo para a degradação humana, baseado na opinião de sua religiosa esposa.

Durante a legalidade o país possuía diversos cassinos luxuosos e faturava milhões com impostos, algo que hoje não existe. Na atualidade as pessoas devem recorrer aos jogos online, que são legais quando o cassino é sediado em outros país, mas o Brasil não fatura com os jogadores, pois todo o valor fica retido no país sede.

Para os praticantes online fica a obrigação de registrar grandes ganhos no Imposto de Renda e aguardar a discussão entre os políticos. Os adoradores de poker, caça níqueis, bingo e outras modalidades podem contar com os  melhores cassinos online que são legalizados, monetizam com segurança e oferecem uma forma de diversão muito segura durante esse tempo que o projeto ainda é votado.

Então aproveitem para se divertir online com esses jogos que são um sucesso tanto fora do Brasil como aqui também.

Carregando