Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Prefeito maranhense é um dos alvos da operação que investiga garimpos ilegais

Polícia Federal ainda não conseguiu localizá-lo, e ele já é considerado foragido da justiça.

A Polícia Federal cumpriu 19 mandados de busca e apreensão e 5 de prisão preventiva (Foto: Reprodução)

O prefeito de Centro Novo do Maranhão, distante 257 km de São Luís, conhecido como Júnior Garimpeiro (PP), é um dos alvos da Operação Curimã, de acordo com a Polícia Federal. Ele já é considerado foragido da Justiça.

A Polícia Federal cumpriu 19 mandados de busca e apreensão e 5 de prisão preventiva, expedidos pela Justiça, em operação deflagrada na manhã dessa quarta-feira, 15, com objetivo de desarticular uma organização criminosa que atua em garimpos ilegais de ouro na região. O grupo conta com grande poderio econômico e político na região, há pelo menos três anos.

Durante a operação foram apreendidos dois veículos novos, escavadeiras, munições, oito armas de fogo, um silenciador, dois coletes balísticos e aproximadamente dois quilos de ouro.

Os investigados, segundo a PF, foram os responsáveis pelo desmatamento ilegal de mais de 60 mil hectares de áreas para abertura de garimpos de ouro, sem qualquer autorização dos órgãos competentes.

De acordo com a PF, foi verificado que esses garimpos utilizam cianeto de forma massiva para extração do ouro, além do uso de mercúrio, situação que tem causado grande poluição ambiental, inclusive, do Rio Maracaçumé.

O cianeto é um produto que pode atacar o cérebro e provocar tremores, delírios e alucinações, além de causar parada cardíaca. A vítima desse tipo de envenenamento pode morrer por asfixia ou por falência múltipla de órgãos. Desta forma, há grande perigo para população local exposta a este tipo de substância.

Carregando