Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Ozonioterapia: O que você precisa saber sobre o tratamento

Eficaz contra incontáveis tipos de doenças, o ozônio pode ser utilizado como recurso complementar para garantir mais qualidade de vida

Foto: Reprodução

O tratamento com ozonioterapia é um método cada vez mais utilizado por médicos e pacientes que buscam agregar mais segurança, rapidez e
eficiência aos procedimentos tradicionais. Eficaz contra incontáveis tipos de doenças, o ozônio pode ser utilizado como recurso complementar para garantir mais qualidade de vida e a plena recuperação dos indivíduos.

Quer conhecer todas as possibilidades da técnica? Então, confira os seus principais benefícios, meios de aplicação.

Quais os benefícios do tratamento com Ozonioterapia?

Muitas são as possibilidades do tratamento com ozonioterapia. Amplo, eficiente e seguro, o método já é empregado no combate auxiliar de mais de 200 patologias diferentes. Os benefícios do ozônio podem ser resumidos em 5 grandes frentes de atuação, que são:

1. Combate de bactérias, vírus e germes. Não apenas em relação às doenças que os mesmos provocam, mas também na recuperação
de feridas inflamadas ou infeccionadas;
2. Eliminação de dores em geral, principalmente geradas por inflamações ou problemas articulares;
3. Recuperação de tecidos, promovendo a regeneração celular para tratar casos como queimaduras ou até inflamações crônicas, como as
intestinais;
4. Intervenções estéticas, no tratamento de celulite, gordura localizada, varizes e manchas na pele;
5. Combate ao câncer, regulando a resposta inflamatória, aumentando a taxa de oxigênio nos tecidos, eliminando células cancerígenas e diminuindo os efeitos nocivos da radioterapia e quimioterapia.

Como são feitas as intervenções?

É importante destacar que o método com que o Ozônio Medicinal é aplicado, bem como sua quantidade, varia de acordo com as características
de cada indivíduo e as demandas específicas de cada tratamento.

Dessa forma, as intervenções devem ser realizadas por um profissional devidamente habilitado e jamais devem incluir vias inalatórias.
Os meios mais comuns de realizar o tratamento com ozonioterapia é por meio de aplicações diretas na pele, que visam tratar ferimentos com água ou óleos ozonizados, ou ainda por vias intravenosas ou intramusculares.

Na administração do ozônio pela veia, uma certa quantidade do sangue é retirada do paciente, misturada ao gás e reaplicada por via intravenosa. Já por via intramuscular, pode ocorrer a mistura do ozônio com o sangue do indivíduo ou com água estéril.

Entre outras técnicas que podem ser mencionadas na área, há a injeção intradiscal, para o tratamento de hérnias de disco, paravertebral ou
mesmo insuflação retal, em que o gás é aplicado por meio de um cateter no cólon.

Igor Lustosa é fisioterapeuta, C.O pela Escuela de Osteopatia de Madrid | CREFITO – 179433
ig.osteopatia@gmail.com | @drigorgomess | 98 988792361 | Av. dos Holandeses, 2, Ed. Marcus Barbosa, Intelligent Office, Sala 905. Calhau. São Luís

Carregando