Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Bandidos são presos por tortura e morte de deficiente mental

Crime, com requintes de crueldade, ocorreu no mês de julho deste ano, após a vítima ter fugido de casa, em Paço do Lumiar

Faccionados presos suspeitos de matar o jovem Vianey Ailton Chagas (Foto: DIvulgação)

Paço do Lumiar – Uma operação da Polícia Civil, na manhã dessa quarta-feira (29) resultou na prisão preventiva de nove integrantes de uma facção criminosa suspeitos de torturar e matar Vianey Ailton Chagas, de 23 anos, no dia 23 de julho deste ano. O jovem era deficiente mental e havia fugido de sua casa, localizada no Residencial Novo Horizonte.

Segundo a polícia, a vítima acabou entrando na região dominada pelos faccionados e foi levada por eles até um campo de futebol, no sítio de Seu Carneiro, situado na Vila Temer, ainda em Paço do Lumiar. No local, o espancaram e torturaram até a morte.

Após o crime, o corpo de Vianey, que teve a cabeça esfacelada com uso de pedras, foi jogado em um matagal. Socos, pontapés e pedaços de madeiras também fizeram parte da sessão de tortura, que culminou na morte da vítima.

O delegado Carlos Damasceno explicou que o jovem, em razão da deficiência mental, tinha dificuldade em falar, o que também teria motivado a ação bárbara dos suspeitos.

Ainda de acordo com o delegado, durante as investigações do caso, foi descoberto o veículo usado no dia da execução e, a partir disso, a polícia chegou à identidade do proprietário e dos autores. Todo o grupo foi capturado em São José de Ribamar. Eles responderão pelos crimes de homicídio qualificado, tortura, organização criminosa e ocultação de cadáver.

Após os procedimentos de praxe, foram encaminhados ao Sistema Penitenciário Pedrinhas, onde permanecerão à disposição da Justiça.

Carregando