Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Seminário com especialistas vai debater alta incidência de câncer de pênis no Maranhão

Evento será realizado em novembro – mês mundial da campanha de conscientização da sociedade a respeito de doenças masculinas.

A Comissão Especial da Câmara, destinada a acompanhar as Ações de Combate ao Câncer no Brasil, aprovou a proposta do deputado Hildo Rocha (Foto: Divulgação)

Médicos, estudiosos do tema e parlamentares vão integrar a comitiva da Câmara dos Deputados que participará do seminário que debaterá a elevada incidência de câncer do pênis no Maranhão. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), o estado é recordista em registro de casos de óbito por câncer de pênis no mundo, concentrando, atualmente, a maior quantidade proporcional de casos: 6.1 casos por cada 100 mil habitantes. Ainda segundo o órgão, a doença mata mais homens do que o câncer de próstata.

O seminário terá como tema “Situação Atual da Prevenção, Diagnóstico e Tratamento do Câncer no estado do Maranhão” e foi proposto quinta-feira pelo deputado federal Hildo Rocha (MDB-MA) e aprovado na semana passada pela Comissão Especial da Câmara destinada a acompanhar as Ações de Combate ao Câncer no Brasil.

Leia mais: Estudo mostra o Maranhão com o maior número de casos de câncer de pênis do mundo

O evento será realizado em novembro – mês mundial da campanha de conscientização da sociedade a respeito de doenças masculinas, com ênfase na prevenção e no diagnóstico precoce do cancro de próstata, por meio do “Novembro Azul”.

“Os dados do Instituto Nacional do Câncer me chamaram a atenção e, portanto, levei à sugestão à Câmara para realização de um seminário sobre o tema, no nosso estado, para ampliar o debate com a sociedade maranhense e se fazer também uma campanha de conscientização e prevenção desse tipo de câncer. Os colegas aprovaram a nossa proposta”, justificou Hildo Rocha.

MORTALIDADE/NEOPLASIA

“A mortalidade por neoplasia cresceu consideravelmente ao longo das últimas décadas no Maranhão. Ao se comparar as taxas de mortalidade por neoplasia entre homens e mulheres no estado observa-se um maior número entre o público masculino”, observou o parlamentar.

“As regiões mais afetadas pelas doenças são as mais pobres. Segundo dos dados, fatores socioeconômicos estão diretamente ligados ao número alarmante da doença, isso porque não há cesso adequado a informação. Por isso estaremos realizando esse seminário, seguido de visita técnica”, completou.

SEMINÁRIO/DEBATEDORES

O seminário da Câmara será realizado na Assembleia Legislativa do Maranhão, e contará, entre os debatedores, com a participação do Dr. Henrique Prata, do Hospital de Amor, da cidade de Barretos-SP, que é uma referência na América Latina em prevenção do câncer.

Da comitiva da Câmara Federal participarão o médico oncologista e deputado federal, Dr. Frederico de Castro Escaleira (Patriota-MG); a presidente da Frente Parlamentar de Combate ao Câncer, deputada federal Silvia Cristina (PDT-RO); e o presidente da Comissão Especial da Câmara de Combate ao Câncer, deputado Weliton Prado (Pros-MG).

Também serão convidados para a mesa o prefeito de São Luís, Eduardo Braide; o secretário de Saúde do estado do Maranhão, Carlos Lula; representantes do Hospital Aldenora Belo, do Hospital do Câncer do Maranhão, de entidade da sociedade civil ligadas ao setor da saúde, além do senador Weverton Rocha (PDTMA) – que está envolvido com o projeto do Hospital de Amor de Imperatriz (MA), previsto para ser inaugurado 8 de outubro.

Carregando