Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Saiba quanto você precisa juntar para ter R$ 5 mil por mês

Veja como é feito o cálculo que mostra a quantia exata a ser investida para dar o retorno financeiro

Foto: Reprodução

Viver de renda significa ter recursos financeiros suficientes para arcar com um custo de vida escolhido sem que seja necessário “trabalhar” para isso. Neste caso, uma fonte de dinheiro se faz necessária. Ela pode vir da venda de bens, aluguel de imóveis, patrimônio acumulado a partir do trabalho, investimentos e herança.

Fazer com que o dinheiro trabalho por si próprio é o que muitas pessoas têm como meta de vida. A ideia de viver de rentabilidade sem se preocupar em ter dinheiro para fechar as despesas de fim de mês faz com que muitas pessoas comecem a juntar dinheiro para investir.

Como definir a renda mensal no futuro?

É preciso considerar que os gastos de uma pessoa jovem e saudável são diferentes de quando ela chega na melhor idade. Além disso, ao longo da trajetória de cada um, gastos com a formação de uma família e filhos, por exemplo, também devem ser levados em consideração.

Por esse motivo, esses como muitos outros aspectos devem ser levados em conta na hora de planejar o futuro financeiro. Para orientar esse processo, faça a si mesmo as seguintes perguntas:

Ganho o suficiente hoje em dia para cobrir meus gastos? Consigo juntar algum dinheiro paga guardar?
Se não sobra, o que posso fazer para manter as contas no azul? Economizar nos gastos? Obter outra fonte de renda?
Caso esteja sobrando dinheiro ao final de cada mês, em que estou investindo esses recursos? Meus investimentos estão protegidos contra a inflação?

Partindo desses pontos será possível encontrar muitos outros que irão nortear o processo de entendimento do perfil de financeiro.

Cálculo para juntar dinheiro e viver de renda

Considerando a hipótese de uma pessoa que deseja obter R$ 5 mil por mês sem precisar trabalhar, e o valor seja suficiente para bancar seu estilo de vida, aplica-se uma fórmula matemática chamada de “cálculo de perpetuidade“.

Para funcionar, é preciso definir primeiramente a renda mensal que se deseja receber em renda fixa e dividir esse valor pela taxa de juros mensal do investimento escolhido. O resultado será o valor que a pessoa terá de juntar para conseguir viver dos juros da aplicação sem que ela se esgote.

Sendo assim, quem quer receber R$ 5 mil em renda mensal deve dividir esse valor pela taxa de mensal de juros do investimento escolhido. Mas atenção: caso a taxa da aplicação esteja anual, o primeiro passo e convertê-la em mensal para que a conta dê certo no final.

Carregando