Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Polícia Civil investiga assassinatos de três militares na última semana, no Maranhão

O primeiro caso foi no dia 13 deste mês. O segundo, dia 16. E, nessa quarta-feira (20), foi morto o sargento Moisaniel Jesus.

O sargento Moisaniel foi morto no Jardim São Cristóvão, o subtenente Israel Silva, no Coroado; e o sargento reformado Lima, em Caxias (Foto: Divulgação)

A Polícia Civil investiga os assassinatos de três militares, ocorridos em uma semana, no Maranhão. O crime mais recente contra um militar teve como vítima Moisaniel Jesus Amorim Pinheiro, que era 1º sargento da Polícia Militar, morto durante uma tentativa de assalto, por volta das 21h dessa quarta-feira (20), no bairro Jardim São Cristóvão 1. O caso está na Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP).

Nessa quinta-feira (21), o superintendente da SHPP, George Marques, informou que realizava diligências com equipes policiais.

Moisaniel estava lotado no Batalhão de Polícia Ambiental (BPA). Ele foi abordado quando chegava à sua residência, por uma dupla, que estava em um veículo Fiat Mobi, de cor prata, nas proximidades do Terminal de Integração do São Cristóvão.

Durante a ação dos suspeitos, o sargento teria reagido, e acabou sendo baleado no tórax e na mão esquerda. As marcas dos tiros ficaram na porta do veículo do policial.

Moisaniel foi socorrido e levado ao Hospital Municipal Clementino Moura (Socorrão 2), mas morreu. Os assaltantes fugiram após o crime, levando a pistola do militar, e até o momento nenhum dos dois foi localizado.

Uma equipe do 6º Batalhão da Polícia Militar (6º BPM) esteve no local do crime até a chegada da perícia. Os policiais ainda realizaram diligências, no sentido de localizar e prender os suspeitos.

Por meio de nota, a Polícia Civil do Maranhão (PC-MA) informou que o caso é investigado pela Superintendência Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa (SHPP).

Leia a íntegra da nota:

“A Polícia Civil do Maranhão (PC-MA) informa que o caso já está sendo investigado pela Superintendência Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa (SHPP). Mais detalhes não serão divulgados para não atrapalhar a investigação.”

OUTROS DOIS CASOS

No dia 16 deste mês, o subtenente da Polícia Militar do Maranhão Israel Silva Nonato Filho, de 51 anos, foi morto no bairro do Coroado, em São Luís. Israel estava na porta de um lava a jato, na Rua do Potássio, quando dois suspeitos, em uma moto Honda Titan vermelha, chegaram armados e anunciaram o assalto.

Os bandidos roubaram um cordão e um bracelete de ouro, e, antes de deixarem o local, dispararam um único tiro que atingiu a vítima no olho.

O subtenente, lotado há mais de 20 anos na Assembleia Legislativa do Maranhão, ainda chegou a ser levado ao Hospital Municipal Djalma Marques, o Socorrão 1, mas não resistiu aos ferimentos.

A polícia trabalha com a possibilidade de latrocínio (roubo seguido de morte), visto que foram levados os pertences da vítima. O caso está sob responsabilidade da Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP).

No dia 13, o sargento reformado da Polícia Militar, Raimundo Lima Silva Santos, foi assassinado a tiros, em um posto de combustíveis, no povoado Brejinho, zona rural de Caxias. O crime teria sido cometido por três homens, segundo testemunhas.

Raimundo Lima trabalhava como vigilante no posto de combustíveis. Um dos envolvidos em sua morte o abordou, enquanto outros dois foram até o gerente do estabelecimento.

Segundo o delegado Jair Paiva, teria sido subtraído um valor não informado do posto de combustíveis, mas da vítima nada foi levado. A arma dele, inclusive, estava na cintura quando o socorro chegou.

O carro usado durante a ação criminosa, conforme o delegado Jair, foi localizado abandonado em uma estrada de terra entre Caxias e Timon. O veículo havia sido roubado no feriado do último dia 12, na cidade de Teresina.

Carregando