Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Suspeito de matar sargento da PM em São Luís é preso na Baixada

Indivíduo foi localizado no município de São Vicente de Ferrer, na manhã desta terça-feira, 26.

Sargento Moisaniel Pinheiro foi morto a tiros (Foto: Divulgação)

Uma ação da Polícia Civil do Maranhão resultou na prisão de um dos suspeitos de cometer o latrocínio (roubo que resulta em morte) contra o sargento da PMMA, Moisaniel Jesus Amorim Pinheiro. Ele foi assassinado na última quarta-feira (20), no bairro São Cristóvão, em São Luís.

O suspeito foi localizado e preso na manhã desta terça-feira, 26, na cidade de São Vicente de Ferrer, região da Baixada Maranhense. A operação contou com as participações de investigadores da Polícia Civil da 6° Delegacia Regional de Viana, com apoio operacional de homens da Polícia Militar.

A investigação do crime que levou ao paradeiro do suspeito é da Superintendência Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa (SHPP). Agora, o preso será transferido nos próximos dias para a capital maranhense, onde será interrogado.

Outro suspeito preso

No dia 22 de outubro, um outro suspeito de participação na morte do sargento já havia sido preso. O indivíduo capturado no bairro da Areinha, em São Luís, por policias da Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP), foi identificado apenas como Maycon César.

De acordo com o delegado Marconi Matos, da SHPP, responsável pelo caso, as investigações apontaram que foi ele quem teria emprestado o carro, modelo Mobi cinza, aos autores diretos do crime.

Em depoimento, Maycon César confessou aos policiais ter emprestado o carro e que ganhava apenas combustível em troca. Horas depois do latrocínio, após ter sido informado pelos autores do que havia acontecido, ele devolveu o automóvel à locadora.

O CRIME

Moisaniel Pinheiro, do Batalhão de Polícia Ambiental (BPA) foi assassinado a tiros na noite da última quarta-feira, 20, durante um assalto, no bairro Jardim São Cristóvão, em São Luís.

De acordo com a polícia, a vítima foi surpreendida por dois indivíduos em um Fiat Mobi, cor cinza, e reagiu ao assalto. No entanto, o sargento acabou baleado com dois tiros, no peito e na mão.

O sargento ainda chegou a ser socorrido e levado às pressas para o Socorrão II, mas não resistiu à gravidade dos ferimentos.

Carregando