Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Polícia Militar apreende contrabando avaliado em cerca de R$ 2,5 milhões

Quatro caminhões abarrotados com cargas de cigarros contrabandeados foram apreendidos em Turiaçu.

Policiais militares apreendem quatro caminhões carregados com cargas de cigarros contrabandeados (Foto: Divulgação)

Uma operação da Polícia Militar do Estado, realizada na madrugada dessa sexta-feira (5), no povoado Santa Rita, no município de Turiaçu, distante 244 km de São Luís, resultou na apreensão de quatro caminhões abarrotados com cargas de cigarros contrabandeados, avaliadas no valor global de R$ 2,5 milhões.

A PM informou que, por volta das 21h30 de quinta-feira (4), o Grupo de Operações Especiais (GOE) recebeu a denúncia de que quatro embarcações grandes e desconhecidas estavam navegando próximo ao litoral de Turiaçu, com as luzes apagadas e com os motores em baixa rotação, em atitude suspeita.

De acordo com relatos da PM, os militares do GOE passaram a desconfiar ainda mais de que as embarcações poderiam estar carregadas de produtos descaminhados, bem como teriam como destino um porto no povoado Santa Rita, em Turiaçu, localizado no interior da fazenda de um homem conhecido apenas como “Haroldo”.

A Polícia Militar, através do Grupo de Operações Especiais, passou a levantar mais detalhes da localidade exata do fato denunciado. Equipes deslocaram-se até o povoado Santa Rita em Turiaçu, de onde decolaram a aeronave remotamente pilotada, Raio 01, para realizar reconhecimento e possibilitar o direcionamento da ação.

Após um breve sobrevoo sobre a localidade, foi possível localizar a fazenda, que partia uma estrada de terra até uma clareira onde foi possível notar quatro caminhões e dois carros de passeio, sem muito detalhamento por conta da baixa luminosidade.

As equipes então incursionaram adentrando na fazenda até o local onde se encontravam os veículos. Por volta das 01h40, foi constatado que se tratavam de caminhões carregados de cigarro contrabandeado.

Os motoristas dos quatro caminhões foram rendidos e receberam voz de prisão. Um deles demorou a descer da cabine, gerando tensão quanto ao que estava fazendo lá dentro. Ele parecia buscar algo no interior do veículo, momento que, temendo pela segurança da equipe policial, foi realizado um disparo na janela, e só desta forma o condutor mostrou as mãos e resolveu se entregar.

Um quinto indivíduo foi encontrado dentro de um Gol azul. Ele prestava apoio aos caminhoneiros, e um Chevrolet Cobalt, prata, destrancado, sem ninguém dentro e sem chave de ignição, que segundo o motorista do Gol, teria sido deixado lá pelos contratantes do grupo criminoso para buscar em momentos posterior e oportuno.

Os cinco cinco suspeitos foram interrogados e indicaram a localidade do porto. A equipe deslocou em marcha até o local onde encontrou quatro embarcações pesqueiras grandes, tripuladas por oito homens, organizando caixas de cigarro. Todos eles foram rendidos e receberam voz de prisão.

Os oito homens informaram ser de Carutapera, que já era a segunda vez que participavam do ilícito, e afirmaram haver um barco maior que o deles de onde pegavam a carga em alto mar.

O GOE solicitou apoio de Turiaçu e Turilândia para condução dos presos, e solicitou também um caminhão para carregar as caixas que ainda estavam em um dos barcos.

As equipes da PM deslocaram-se para a Delegacia Regional de Pinheiro, para apresentação dos presos e do material apreendido. As embarcações tiveram que ficar no porto por falta de logística para sua apreensão, sendo apenas recolhidas suas chaves e manivelas de acionamento. O Chevrolet Cobalt deixado na clareira por não estar com chave de ignição.

Carregando