Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Idoso é preso após tentar matar médico a tiros em posto de saúde

Suspeito tinha até uma arma de flechas, e chegou a atingir a mão de uma enfermeira.

Armas encontradas com o suspeito (Foto: PM/Divulgação)

Um idoso de 63 anos causou momentos de pânico em um posto de saúde, na cidade de Santa Maria do Tocantins. Ele foi preso pela Polícia Militar ao disparar vários tiros contra as pessoas que estavam no local. Uma enfermeira foi baleada na mão e precisou passar por uma intervenção cirúrgica. O caso aconteceu na tarde de quarta-feira (24).

De acordo com a polícia, o alvo do idoso seria um médico que atende na unidade. O delegado Bernardo José Rocha disse que as pessoas precisaram se esconder para fugir do ataque.

“Ele queria matar o médico, mas não conseguiu. Quando ele começou a efetuar os disparos todos os funcionários e também os populares que ali estavam se abrigaram em salas. O indivíduo acabou por balear uma enfermeira com uma espingarda calibre 12, atingindo-a na mão, resultando em ferimentos graves”, contou o delegado.

Após efetuar os disparos, o idoso fugiu do local em uma caminhonete, mas foi encontrado aproximadamente 45 minutos após o crime. De acordo com policiais do 3º Batalhão da Polícia Militar de Itacajá, ele estava transtornado e aparentemente sob efeito de bebida alcóolica.

No carro do suspeito foram encontradas uma espingarda calibre 12, um revólver calibre 38 e dezenas de munições intactas e deflagradas dos dois calibres. Também foi encontrado um dispositivo que dispara flechas conhecido como “besta”, além de três flechas com pontas de ferro afiadas.

No veículo ainda foram localizados um litro de cachaça e remédios de uso controlado. O atirador foi levado para a delegacia de Pedro Afonso, onde foi autuado em flagrante por dupla tentativa de homicídio qualificado, disparo de arma de fogo, ameaça e desacato.

O suspeito, que não tinha passagens pela polícia, foi encaminhado para o presídio de Guaraí. A Polícia Científica foi chamada e realizou a perícia no local dos disparos.

Carregando