Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Quais são os principais erros que um investidor pode cometer?

Começar a investir pode ser um caminho complexo para a maioria das pessoas

Foto: Reprodução

Começar a investir pode ser um caminho complexo para a maioria das pessoas. Por isso, ouvir histórias de investidores mais antigos é uma boa forma de adquirir experiência sem ter que passar pelas mesmas adversidades que outras pessoas passaram. César Karam, especialista em investimentos, defende que os erros são necessários para que novos aprendizados sejam consolidados. “Eu poderia encher um caderno com todos os erros que cometi. Mas, hoje consigo ajudar as pessoas falando sobre todos eles”, explica.

De acordo com o especialista, o erro mais comum é a ilusão de achar que dá para ficar rico rapidamente apenas com a bolsa de valores. “Eu tive uma maldita sorte de iniciante e comprei algumas ações que se valorizaram, achei que era fácil assim. Só que, depois, em menos de um ano eu já tinha perdido todo o dinheiro porque era só sorte de iniciante, eu não estava preparado para aquilo”, lembra Karam.

Por conta disso, o empresário afirma que atualmente é mais desconfiado das propostas que recebe. “Nada é fácil assim, hoje eu sempre vou procurar analisar antes para ver se faz sentido”. Ele aconselha que quando a oportunidade for de ganho de dinheiro “fácil”, o melhor a se fazer é buscar mais informações. “99.9% é furada”, afirma.

Outro erro é trabalhar excessivamente a ponto de não ter tempo para descansar. “Eu consegui dinheiro para pagar minhas dívidas, mas a um custo muito caro. Trabalhando demais, eu perdi saúde, minha esposa perdeu saúde e, hoje, concluo que se eu tivesse feito as coisas mais devagar, eu não teria errado tanto”. César Karam conta ainda, que chegou a trabalhar 16 horas por dia.

O investidor revela que aprendeu a importância de não viver a vida financeira e nem a pessoal no automático. “Como eu estava sempre sem tempo, se eu fosse comprar um carro, por exemplo, eu comprava o primeiro que via e mal cotava. Assim, a empresa ia ficando cada vez mais organizada e a vida pessoal cada vez mais bagunçada. Viva a sua vida de maneira ativa”, aconselha.

Carregando