Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Mulher é enterrada viva em cova rasa

Valdenice Alves de Novais foi localizada pela polícia em uma região de mata e tinha sinais de uma pancada na cabeça.

Valdenicie foi enterrada viva na Bahia (Foto: Reprodução/Redes sociais)

Uma mulher de 53 anos foi encontrada com vida e amarrada em umacova rasa depois que o companheiro confessou enterrá-la viva. Ela estava desaparecida desde o dia 29 de novembro em Barro Preto, no sul da Bahia.

Valdenice Alves de Novais foi localizada pela polícia na última quinta-feira em uma região de mata e tinha sinais de uma pancada na cabeça.

A vítima passou a noite em observação em um hospital da região e foi liberada. O homem, com quem a vítima mantinha um relacionamento há seis meses, foi preso e não teve o nome divulgado.

O suspeito manteve a vítima em cárcere privado e brigou por ciúme. Ele nega agressões, mas admite tê-la enterrado com vida.

Valdenice desapareceu depois que saiu para passar a semana com o companheiro. Ela foi dada como desaparecida, até ser encontrada com lesões, desidratada e com sinais de confusão mental.

Localizado na zona rural de Barro Preto, o suspeito confessou o crime e apontou o local onde enterrou a companheira. Em depoimento, ele declarou ter empurrado a mulher durante uma discussão, no último domingo.

De acordo com a polícia, ele informou que a vítima caiu e bateu com a cabeça no chão, ficando desacordada por alguns minutos. Foi neste momento que o homem achou que a companheira estivesse morta. Após reanimar a vítima, ele a amarrou e a enterrou em uma cova rasa.

O delegado Evy Paternostro, coordenador da 6ª Coorpin/Itabuna, informou por meio de nota que as buscas pela mulher duraram horas na mata fechada. “Ele (o agressor) disse que sabia que a mulher estava viva e fez isso como castigo, pois estava com ciúmes e queria punir a companheira”, destacou.

Carregando