Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

MEC autoriza faculdade a abrir 50 vagas anuais de medicina no Maranhão

O curso será ofertado na nova unidade da instituição na cidade de Codó.

O lançamento do curso em Codó envolveu o investimento de cerca de R$ 10,3 milhões (Foto: Divulgação)

A Faculdade Pitágoras recebeu do Ministério da Educação (MEC) a portaria que autoriza o curso superior de graduação em Medicina, com 50 vagas anuais, em sua nova unidade de Codó, no Maranhão. A instituição também aguarda, ainda, a liberação demais 50 vagas anuais de Medicina para o campus da Pitágoras de Bacabal/MA.

O lançamento do curso em Codó envolveu o investimento de cerca de R$ 10,3 milhões – sendo R$ 5,5 milhões destinados à infraestrutura e mais R$ 4,8 milhões para a compra de equipamentos de laboratórios, salas de aula e acervo para Medicina.

“Com o curso de Medicina, a Faculdade Pitágoras amplia sua oferta de educação de qualidade na região, contribuindo ainda para a formação de profissionais de alto nível, além de atuarmos para o desenvolvimento econômico local por meio da geração de novas posições de emprego”, afirma Fernando Ciriaco, Diretor de Operações da KrotonMed.

Além disso, por meio de parceria com o Programa Mais Médicos, a Pitágoras irá contribuir com a melhoria da rede de saúde local, com ações de contrapartida como aquisição de equipamentos, reformas e ampliações da infraestrutura, treinamentos de profissionais da rede e abertura de programas de residência. Em até seis anos, serão aproximadamente R$ 10 milhões em investimentos totais em Codó. Outro ponto de benefício para a comunidade é que, do total de 50 vagas anuais, cinco serão de bolsas 100% destinadas ao público em geral, privilegiando potenciais alunos moradores da micro e macro região do entorno da instituição que atendam aos critérios sociais do edital previsto no programa de bolsas.

O curso é desenvolvido por meio de metodologias ativas e com foco na formação do aluno para atuação no SUS com práticas em laboratórios de habilidades gerais de saúde, específicos de habilidades médicas e nos campos de prática do sistema de saúde local e comunidade com integração desde o primeiro dia de aula.

Para auxiliar os estudantes na aprendizagem, as unidades vão ter um Centro de Simulações Realísticas a partir do 4º ano de operação para desenvolvimento de práticas de média e alta complexidade com recursos tecnológicos de destaque no mercado. Trata-se da criação de um centro de atendimento ambulatorial e hospitalar (Enfermaria, Centro Cirúrgico, Obstétrico, UTI simulados) com robôs programáveis para simular situações clínicas e propiciar o desenvolvimento dos alunos para ações que ocorrem rotineiramente na prática clínica. A simulação realística cria um ambiente muito próximo ao da realidade do profissional que capacita os estudantes e que promovem maior segurança ao paciente pela melhoria da performance.

A Faculdade Pitágoras também tem previsão de entregar um Centro de Referência em especialidades a partir do 5º ano de operação, para ampliar os campos de práticas e a integração ensino-saúde-comunidade.

Carregando