Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Fibromialgia pode proporcionar aposentadoria por invalidez?

Saiba se é possível uma aposentadoria para quem Fibromialgia

Foto: Reprodução

Quem sofre de fibromialgia está constantemente relatando a dificuldade que encontram na hora de cumprir as tarefas do dia a dia, incluindo as profissionais. Isso porque a doença causa dores fortíssimas nos músculos de articulações de quem é portador da doença reumatológica.

Existem dados que apontam um número de 5 milhões de brasileiros com a doença. De acordo com a Sociedade Brasileira Para Estudo da Dor, essa é uma doença que atualmente tem afetado mais o sexo Feminino.

Com um número tão grande de brasileiros com esse quadro clínico, a busca por aposentadoria por invalidez também cresce no país. Sendo assim, veja quem tem direito, e como receber a aposentadoria por invalidez por motivos de fibromialgia.

Sim, dá para se aposentar por invalidez por motivos de fibromialgia

Primeiramente, a doença pode ser uma das causadoras de invalidade, o que faz com que a aposentadoria de indivíduos portadores seja possível. Porém, depende.

O paciente deve ter mãos o laudo médico, a apresentação de documentos que demonstrem a incapacidade de trabalhar. Isso acontece porque nem sempre a doença se apresenta em sua forma mais grave. Logo, ter a doença não é o suficiente para se aposentar. O paciente precisa comprovar medicamente que é portador da doença.

A comprovação mediante laudo médico incluirá a perícia médica detalhada de como a doença está se apresentando no individuo. Uma vez com o laudo de invalidade comprovada, fique atento aos passos para dar entrada em uma aposentadoria.

Passo a passo para dar entrada na aposentadoria por invalidade

Apresente os documentos médicos ao INSS e peça o afastamento das atividades laborais;
Leve junto com a documentação médica, os exames e receitas de medicamentos usados no tratamento.

A partir desse momento, o INSS irá avaliar o caso, mas com a comprovação médica a rejeição fica difícil.

Não conseguiu a aposentadoria? Saiba que ao menos você tem direito ao auxílio doença. Pois, para conseguir tal auxílio, o paciente deve apresentar atestado superior a 15 dias de afastamento das atividades de trabalho.
Para quem deseja recorrer ao auxílio, o laudo médico também é importante. Não se esqueça de passar pela perícia médica.

Com tudo comprovado, o pagamento ocorre enquanto a doença seguir se manifestando. Mas atenção! O auxílio-doença e a aposentadoria por invalidez somente têm concessão para o cidadão que tem ao menos 12 contribuições ao INSS. Só depois é possível ter acesso ao benefício.

Carregando