Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Cervejaria afirma que aumentou a produção em mais de 50% no Maranhão

CEO da Ambev na América do Sul falou sobre os planos para fortalecer a marca Magnífica, um projeto maranhense.

Cervejaria afirma que aumentou a produção em mais de 50% no Maranhão (Foto: Divulgação)

Ao receber, nesta segunda-feira (20) a visita do governador Flávio Dino (PSB), o CEO da Ambev na América do Sul, Jean Jereissati Neto, falou sobre os planos para fortalecer a marca Magnífica, um projeto do povo maranhense que tem tomado grandes proporções. Ele afirmou que a unidade fabril está produzindo 50% do que antes da ampliação.

A Cervejaria Equatorial Ambev Maranhão, localizada na BR-135, foi ampliada e se tornou a mais moderna fábrica da Ambev do país.

“Não teríamos conseguido fazer isso sozinho. Esse é um projeto do povo maranhense. O governo ajudou a gente demais. Essa beleza que está aí foi feita a dez mãos. Essa fábrica é de longa data da história do povo maranhense”, frisou Jean Jereissati.

O governador Flávio Dino disse que “é uma parceria muito virtuosa em que nós temos altíssima tecnologia, com robôs, com linhas automatizadas e, ao mesmo tempo, há essa perspectiva social. Por isso, estou muito feliz de verificar a ampliação desse caminho, porque significa ampliação de oportunidades para a população do nosso estado”.

De acordo com Jereissati Neto, a empresa vem aumentando e melhorando cada vez mais sua produção. “Hoje, essa fábrica está produzindo 50% a mais do que produzia antes, trazendo benefícios para toda a cadeia local e trazendo benefícios para o estado”, disse.

Sobre a Magnífica, cerveja que tem a mandioca como matéria-prima, lembrou que “uns dois, três anos atrás a gente lançou a marca Magnífica, que é 100% feita pelo povo maranhense, desde a mandioca até o pensamento de marketing, tudo que há nela é feito pelo pessoal daqui”.

Depois desse lançamento, “a fábrica foi tomando proporção, a marca foi ficando querida e a gente está lançando a nossa linha nova de latas, que é uma expansão”, acrescentou.

Carregando