Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Magnaghi Aeronáutica (MA Group): a excelência “Made in Italy” também no setor aeronáutico

Brasil e Itália. Itália e Brasil. Não importa a ordem, a história desses dois países sempre se misturaram

Foto: Reprodução

Brasil e Itália. Itália e Brasil. Não importa a ordem, a história desses dois países sempre se misturaram. Seja no cinema, na culinária, na música, na arte ou nos esportes, as duas nações sempre compartilharam capítulos importantes ao longo dos séculos. Às vezes, em lados opostos, outras lado a lado, brasileiros e italianos têm algo em comum: a tradição e o orgulho.

E a tal tradição não se manifesta apenas nos setores citados acima: também é visível em um campo como o da aeronáutica. É o caso da Magnaghi Aeronáutica (MA Group), uma companhia especializada na conceção, certificação, produção e posterior comercialização de sistemas de engrenagens de aterragem, equipamentos, sistemas e instalações hidráulicas para uso aeroespacial.

Liderada por seu CEO Paolo Graziano, a corporação de mais de 70 anos de existência atua em solo brasileiro desde os anos 80 e conquistou o mercado internacional, tornando-se sócia dos mais importantes fabricantes de aeronaves do mundo.

Para Graziano, todo o sucesso da empresa está atrelado às suas origens. “O segredo é a engenhosidade italiana, uma qualidade que outrora engrandeceu o nosso país, que faz parte da nossa tradição e que hoje representamos os seguidores. É graças à combinação da engenhosidade, competências técnicas e investigação tecnológica, que uma empresa de média dimensão, como a nossa, compete com empresas americanas ou chinesas muito maiores”, disse.

Apesar de a Magnaghi Aeronáutica (MA Group) ser considerada uma empresa de médio porte, sua tradição no mercado é reconhecida em todo o mundo, especialmente, segundo Graziano, pelo sangue napolitano que ferve nas veias da empresa. “Somos um grupo, não só orgulhosamente italiano, mas também orgulhosamente napolitano. A capacidade de adaptação, de encontrar soluções rápidas, de responder rapidamente aos pedidos dos clientes, permite-nos ser competitivos”, declara.

Na visão do CEO da Magnaghi Aeronáutica (MA Group), as pessoas são peça-chave para manter a engrenagem em funcionamento. “O capital humano é fundamental para nós: afinal, a tecnologia sem a competência do técnico para supervisioná-la é inútil. Temos não só tecnologias e processos de engenharia que representam o estado da arte no nosso setor, mas também técnicos altamente qualificados, que conheço perfeitamente e em quem tenho absoluta confiança”.

Sustentabilidade na Magnaghi Aeronáutica (MA Group)

Um capítulo importante para a Magnaghi Aeronáutica (MA Group) diz respeito à sustentabilidade. Para o CEO Paolo Graziano, não se trata de uma escolha, “mas um dever” de todos. “Partindo da consciência de que a sustentabilidade representa hoje um verdadeiro trunfo estratégico para o Grupo MA, bem como um elemento fundamental de desenvolvimento, nasceu o projeto MA Group Landing Green. Este projeto inclui uma série de iniciativas destinadas a melhorar não só a reciclagem, reutilização e poupança de energia, mas também a tornar o conceito de sustentabilidade seu”, disse.

“Tentamos encontrar soluções e tecnologias inovadoras que sejam o mais “verdes” possível. Este ano, vamos também acrescentar ao nosso balanço, o da sustentabilidade, porque as ações que implementamos e o compromisso ligado ao ambiente merecem uma atenção especial que teremos todo o gosto em partilhar com os nossos colaboradores e clientes”, complementa.

Empreendedorismo à italiana

Projetos como o da Magnaghi Aeronáutica (MA Group) se destacam por suas inovações e visões modernas de gestão. Na opinião de Paolo Graziano, existem diferenças cruciais quando comparados os papeis de empresários e gestores.

“A diferença entre gestor e empresário é que o empresário tem a capacidade de pôr em prática uma visão, de olhar para além, imaginar o que ainda não existe. O gestor, por outro lado, deve interpretar a visão e colocá-la em prática, com inteligência, experiência e com o apoio da sua equipe”, comenta.

Para Graziano, ser empreendedor significa “correr riscos” e que é preciso “um pouco de coragem e uma pitada de loucura” para desempenhar essa função no atual cenário. “Cito uma frase da advogada Agnelli que li há algum tempo: “O empresário parece-se um pouco com marinheiros noruegueses que, quando o céu está cheio de chumbo e cheio de chuva, só precisa de um pedaço de azul para voltar ao mar””, complementa.

Sobre a Magnaghi Aeronáutica (MA Group)

A Magnaghi Aeronáutica (MA Group) possui três escritórios em Itália, dois nos Estados Unidos e um no Brasil. De 2000 a 2020, as receitas da empresa passaram de 19 milhões de euros para 91 milhões de euros. Até o momento, a companhia italiana tem 8 fábricas em 4 continentes e 900 colaboradores no atual quadro de funcionários.

Na aeronáutica, só aqueles com raízes profundas podem olhar para o amanhã e desafiar o futuro, e é essa visão que faz a Magnaghi Aeronáutica (MA Group) estar sempre um passo à frente.

Carregando