Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Médicas são agredidas por acompanhante de paciente que se recusou a usar máscara

“Voou no meu cabelo, arranhou meu rosto, meu pescoço, meu braço”, afirmou uma das vítimas.

Mulher foi presa após agredir médica em Cais de Goiânia (Foto: Reprodução)

Uma jovem de 19 anos foi presa após agredir duas médicas, nessa quinta-feira, 23, no Cais Amendoeiras, em Goiânia. A confusão teria ocorrido porque a agressora, acompanhante de um paciente, se recusou a usar máscaras durante uma consulta.

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informou que as médicas foram encaminhadas à delegacia para prestar queixa.

“Eu pedi pela terceira vez para ela colocar a máscara, que estava abaixo do nariz. Ela falou que não ia colocar. Já voou no meu cabelo, arranhou meu rosto, meu pescoço, meu braço. Ficava me chamando de vagabunda”, disse uma das médicas.

A família da suspeita disse que o namorado dela estava tendo uma vertigem, e que ela teria se exaltado ao tentar cuidar dele.

Paciente e acompanhante entraram no consultório sem a máscara de proteção facial. A médica solicitou para que os dois colocassem, eles se recusaram e começaram a discutir e a agredi-la.

Ao ver a situação, outra médica que atendia na unidade foi tentar defender a colega, mas também acabou sendo agredida pelos suspeitos, tento ferimentos mais leves. Em nota, a Secretaria de Saúde lamentou o ocorrido.

Uma testemunha disse que a médica teve a roupas rasgada durante a da briga.

As médicas foram levadas para fazer exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML).

A Polícia Civil informou que a suspeita vai responder pelos crimes de lesão corporal e desacato ao servidor no exercício da função.

Carregando