Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Suspeito de envolvimento na morte de subtenente da PM é preso

A polícia acredita que outros três elementos possam ter envolvimento no crime.

Subtenente lotado na Alema foi assassinado a tiros em São Luís (Foto: Reprodução)

Um indivíduo identificado como Diego da Silva do Carmo, conhecido pela alcunha de ‘Mocozinho’, foi preso nessa segunda-feira, 27, por suspeita de envolvimento na morte de Israel Silva Nonato Filho, subtenente da PM do Maranhão. O crime ocorreu no dia 16 de outubro, no bairro do Coroado, em São Luís.

De acordo com a Polícia Civil, Mocozinho seria o proprietário da motocicleta usada pelos bandidos para praticar o latrocínio (roubo que resulta em morte) e estaria pilotando o veículo.

A polícia acredita que outros três elementos possam ter envolvimento no crime. As investigações terão prosseguimento para tentar esclarecer todas as circunstâncias do caso.

Mocozinho já cumpriu pena de quatro anos por participar de ataques a ônibus e em delegacias no Estado. Os crimes foram praticados nos anos de 2013 e 2014.

O suspeito foi encaminhado para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas onde ficará à disposição da justiça.

O CRIME

O subtenente da Polícia Militar do Maranhão, Israel Silva, que era lotado no gabinete militar da Assembleia Legislativa do Maranhão (Alema), foi assassinado a tiros no dia 16 de outubro, no bairro do Coroado, em São Luís.

Informações inciais apontam que o militar estava em um bar da região quando dois elementos em uma moto efetuaram diversos disparos contra a vítima.

Israel Silva foi socorrido e levado ao Hospital Djalma Marques (Socorrão I) mas acabou não resistindo aos ferimentos.

Carregando