Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Autorizado projeto de construção da linha férrea Balsas-Porto Franco

O investimento será de aproximadamente R$ 2,3 bilhões na construção do trecho de 230 quilômetros entre os municípios.

Governo do estado, por meio da Seinc, sinaliza apoio a projetos ferroviários autorizados para o Maranhão (Foto: Divulgação)

Mais investimentos, menos custos logísticos, maior eficiência e estímulo à economia. Esses são alguns dos benefícios que a construção das ferrovias Açailândia-Alcântara e Balsas-Porto Franco vai trazer para o Maranhão. A primeira autorização foi dada recentemente pelo Governo Federal, por meio do Ministério da Infraestrutura, à Grão-Pará Multimodal, que vai construir a ferrovia Açailândia-Alcântara.

O contrato da segunda autorização, assinado com a VLI Multimodal, foi concretizado na última terça-feira, 28. A VLI vai construir o trecho Porto Franco-Balsas.

A Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Energia (Seinc) informou, em release distribuído nessa quinta-feira, 30, pela Secretaria da Comunicação, que o contrato da VLI com o Minfra foi assinado com total apoio da Seinc.

“O investimento será de aproximadamente R$ 2,3 bilhões na construção do trecho de 230 quilômetros entre os municípios de Balsas e Porto Franco. De acordo com a empresa, o detalhamento dos projetos básicos e executivo conduzirá as próximas etapas de estruturação do investimento”, diz o informativo da Secom.

Para o secretário Simplício Araújo, o trecho vai ajudar a delinear um novo perfil logístico e econômico para todo o estado. “Será mais um grande reforço à logística e ao escoamento de carga da nossa região. Essa estrada chega num momento muito oportuno para nossa economia, impulsionando novas oportunidades e fomentando a infraestrutura e o modal”.

Construção de ferrovias 

Simplício Araújo informou que em outubro se reuniu com o coordenador do Consórcio Brasil Central (BrC), José Eduardo Pereira Filho, para conversar sobre a renovação da MP 1.065/21, que criou o regime de autorização para construção de ferrovias pela iniciativa privada. O plano de infraestrutura, atualmente em andamento no país, prevê a construção de 21 novos trechos de ferrovias pela iniciativa privada e R$ 83,7 bilhões em investimentos – R$ 2,3 bilhões desses recursos compreendem à construção do ramal de interligação de Porto Franco a Balsas.

“Os investimentos e ampliação da malha ferroviária seguem as normas do novo ‘Marco Legal da Ferrovias’, que visa estimular o crescimento do setor em parceria com a iniciativa privada”, conclui o release da Seinc distribuído pela Secom.

Carregando