Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Biblioteca Farol do Saber recebe 1.800 livros

Entre os kits estão obras com edições atualizadas de Maria Firmina dos Reis, Humberto de Campos, Antônio Carlos Lima e José Chagas.

Entrega dos livros será coordenada pela Secretaria de Estado da Cultura (Foto: Karlos Gerômy)

Um total de 1800 livros vão complementar o acervo das bibliotecas Farol do Saber, no Maranhão. Entre os kits estão obras com edições atualizadas de Maria Firmina dos Reis, Humberto de Campos, Antônio Carlos Lima e José Chagas. Os títulos da literatura maranhense que irão abastecer as prateleiras do espaços de leitura foram adquiridos pelo Governo do Estado, vão alcançar as 80 bibliotecas da rede.

As bibliotecas Farol do Saber integram o Sistema Estadual de Bibliotecas do Maranhão, que inclui ainda a Biblioteca Benedito Leite, além de instituições municipais e comunitárias. A inclusão no sistema permite que estes espaços de leitura possam reforçar seus acervos, com títulos atualizados e locais, valorizando as produções de escritores maranhenses.

A coordenadora do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas, Aline Carvalho do Nascimento, avaliou o impacto da ação. “Essa medida vai ajudar a tornar o Maranhão um estado mais leitor. Essa é apenas mais uma das várias compras que a gestão estadual tem feito e, assim, garantido que as bibliotecas que compõem o sistema tenham novos acervos”, frisou. Em setembro, foram adquiridos aproximadamente 7,5 mil exemplares. Outra remessa, com 220 títulos e aproximadamente 2 mil exemplares, está prevista para janeiro de 2022.

Todos os livros adquiridos pelo Governo do Estado são destinados às unidades que integram o Sistema Estadual de Bibliotecas. “Por estarem integradas ao sistema, temos um melhor controle das necessidades destas instituições e podemos apoiar com diversos acervos”, informou Aline do Nascimento. Os Faróis do Saber dos municípios de Carutapera, Santa Inês, Peri Mirim, Araioses e Fortuna serão os primeiros a receber o novo acervo.

Antes, as bibliotecas sobreviviam de doações de obras, lembra a coordenadora. Com a instituição do Sistema Estadual de Bibliotecas, essa realidade mudou. “São muitos livros e ficamos felizes, pois, antes, quase não havia compra de títulos. Hoje, com essa integração ao sistema, criada pela gestão Flávio Dino, sabemos da carência das bibliotecas e podemos garantir novos acervos a todos os municípios, para que a população possa ter acesso à informação, ao conhecimento e à leitura”, concluiu.

Carregando