Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Porto do Itaqui cresce 23% em 2021

Porto do Itaqui cresce 23% em 2021 Foram 31 milhões de toneladas de cargas movimentadas, com destaque para soja, combustíveis e fertilizantes; ao todo, 24 marcas históricas foram superadas no período O Porto do Itaqui fechou 2021 com mais de 31 milhões de toneladas de cargas movimentadas e cresceu 23% em relação ao ano anterior. […]

Porto do Itaqui cresce 23% em 2021

Foram 31 milhões de toneladas de cargas movimentadas, com destaque para soja, combustíveis e fertilizantes; ao todo, 24 marcas históricas foram superadas no período

O Porto do Itaqui fechou 2021 com mais de 31 milhões de toneladas de cargas movimentadas e cresceu 23% em relação ao ano anterior. Ao todo, foram 24 marcas históricas superadas nos últimos doze meses – anuais e mensais de diversas cargas –, com destaque para a soja, que bateu as 10 milhões de toneladas; os combustíveis, que chegaram às 9,9 milhões de toneladas, e os fertilizantes, com 3,3 milhões de toneladas movimentadas. Só as cargas de granéis líquidos tiveram um aumento de 56%; os granéis sólidos cresceram 12% e a carga geral ficou 8% acima do volume registrado em 2020.

As operações de entreposto de combustíveis, principalmente diesel e gasolina, ficaram 189% acima de 2020. Um resultado que é fruto da retomada do consumo após a fase mais crítica da pandemia, o que demandou o aumento na importação, associada à melhoria das taxas de produtividade do Porto do Itaqui.

As exportações de soja, com o aumento na produção de grãos, cresceram 16%, e as importações de fertilizantes se mantiveram em alta, ficando 26% acima do volume movimentado em 2020. O crescimento recorde de fertilizantes pode significar, de acordo com o Boletim Logístico da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), que os produtores devem aumentar a área plantada de soja, milho e algodão.

“Esse resultado consolida o Itaqui como hub regional e nacional em uma série de cargas e é fruto de investimentos, tanto com recursos da autoridade portuária quanto da iniciativa privada. Não podemos esquecer que foi um período ainda marcado pela pandemia, com todos os protocolos necessários para garantir a segurança das pessoas e das operações”, afirma o presidente do Porto do Itaqui, Ted Lago.

Investimentos

A gestão da EMAP – Empresa Maranhense de Administração Portuária – tem concentrado esforços para aumentar a produtividade por meio de investimentos em infraestrutura e tecnologia. Dentre as principais iniciativas nesse sentido estão a implantação de operações com três ternos, além da realização de manobras simultâneas, capacitação das equipes e digitalização de processos, que têm levado o porto a uma crescente otimização das janelas operacionais.

O crescimento em volume de carga movimentada está diretamente ligado à expansão do porto para atender à crescente demanda dos mercados interno e externo. Os números positivos são também fruto da capacidade da EMAP em combinar investimentos próprios na expansão da infraestrutura do porto com a atração de investimentos privados.

Nos últimos anos foram quase R$ 2 bilhões em obras, como a segunda fase do Terminal de Grãos do Maranhão (TEGRAM), novo terminal de fertilizantes e de combustíveis, e o leilão de quatro novas áreas também dedicadas aos líquidos, realizado em abril.

Próximos passos

Para este 2022 o Porto do Itaqui anuncia a entrega de um novo berço, ainda neste mês de janeiro, o 99, que vai ampliar a capacidade de movimentação em aproximadamente mais 4,5 milhões de toneladas de cargas. Ao longo do ano estão em andamento a ampliação dos terminais de granéis líquidos, investimentos em acessos ferroviários, com o avanço do projeto da pera ferroviária (de médio e longo prazo).

Uma série de obras estruturantes integram o pacote de mais de R$ 500 milhões a serem executados com investimentos próprios da EMAP ao longo dos próximos três anos. São obras em estrutura de cais, projetos na área de tecnologia, saneamento e um conjunto de iniciativas para reforçar a capacidade de movimentação de cargas do Porto do Itaqui.

O novo patamar alcançado pelo Porto do Itaqui consolida o Maranhão como um grande centro logístico para o Centro-Norte do país, atraindo negócios que desenvolvem o estado e toda a região de influência, gerando emprego e renda por meio da atividade portuária.

 

2021 EM NÚMEROS

31 milhões / ton

carga total movimentada

+ 23%

carga total


19,3 milhões / ton

granéis sólidos

+ 12%

granéis sólidos

9,9 milhões / ton

granéis líquidos

+ 189%

entreposto de combustíveis

+ 56%

granéis líquidos


1,7 milhão / ton

carga geral

+ 8%

carga geral

 

Carregando