Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Homem invade casa da ex-companheira e é morto pelo atual namorado dela

Vítima foi sufocada até a morte com um golpe “mata-leão”.

Corpo foi removido pelo IML (Foto: Divulgação)

Um homem de 33 anos invadiu a casa da ex-namorada e foi morto pelo atual companheiro dela no bairro Angelim, na zona Sul de Teresina, nessa terça-feira (18).

Conforme informações dos policiais da Companhia Independente de Policiamento do Promorar, o casal estava dormindo quando ouviu alguém pulando o muro da casa após desligar a energia da residência. Minutos depois, o ex-namorado da mulher, identificado como Rarisvaldo Rodrigues da Silva, apareceu no quarto e começou a dar socos no atual companheiro da vítima.

O homem que era agredido conseguiu se desvencilhar e imobilizar o agressor com um golpe de estrangulamento conhecido como “mata-leão”, momento em que Rarisvaldo acabou sendo enforcado até a morte.

O delegado Danúbio Dias, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), informou que ao chegar no local os investigadores já encontraram a vítima sem vida dentro da casa da ex-companheira dele.

“As testemunhas entrevistadas naquele momento relataram que a vítima havia pulado o muro da residência, cortado a energia e arrombado a porta da cozinha, invadido a residência armado com uma tesoura. Na casa, naquele momento, estava a ex-companheira dele, o atual namorado dela, a filha dela de 5 anos e mais uma outra pessoa, testemunha ocular. Essas pessoas em entrevistas preliminares relataram que a vítima depois que invadiu a residência da ex, tentou matá-la, verbalizando que iria matá-la. Nesse meio tempo, o atual namorada dela tentou defende-la e os dois acabaram travando uma luta corporal, e o atual namorado acabou dando um mata-leão em Rarisvaldo, que acabou falecendo por estrangulamento”, declarou o delegado.

Ainda de acordo com o delegado, as testemunhas que estavam no local alegaram que a vítima não se conformava com o término do relacionamento, e nos últimos tempos, insistentemente, tentava reatar o relacionamento. Chegou a agredir a ex, e há relatos, inclusive, de que ele chegou em certa ocasião a disparar uma arma de fogo que atingiu a cabeça da ex-companheira.

“Esses fatos, obviamente, vão ser analisados, vão ser confrontados com as evidências do laudo pericial e vamos verificar se realmente a vítima morreu por estrangulamento ou por outra razão. Vamos confrontar esses depoimentos e caso tudo isso se confirme o caso será encaminhado para o Ministério Público e eventualmente oferecer a denúncia ou não”, acrescentou o delegado.

A mulher e o atual companheiro foram levados para Central de Flagrantes, mas depois liberados, e devem esperar o andamento do caso em liberdade.

O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML) de Teresina e o caso será investigado.

Carregando