Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Construtora afirma que vai gerar mais de mil vagas de emprego em São Luís

A construtora afirma que serão três novos empreendimentos lançados em 2022, que juntos somarão 1.088 unidades em São Luís

Imagem Ilustrativa

SÃO LUÍS – A construtora MRV, por meio de release enviado aos veículos de imprensa, informou que planeja abrir cerca de mil vagas de emprego na capital maranhense em 2022. No Nordeste, a expectativa da construtora é de que sejam lançadas 10 mil unidades habitacionais no primeiro semestre.

Além disso, a empresa afirma que investirá mais de para R$ 26 milhões em obras de infraestrutura urbana e “contribuir com a melhoria da qualidade de vida das comunidades que vivem próximas aos empreendimentos da empresa.”

A construtora afirma que serão três novos empreendimentos lançados em 2022, que juntos somarão 1.088 unidades. “Fechamos 2021 no estado com um excelente volume de vendas, com um crescimento de 306% se comprado com o ano anterior. Neste ano, esperamos manter este crescimento, principalmente pelo número de lançamento que teremos nas regiões de Anil, Cohama e Turu. Com esses novos investimentos vamos mudar a cara desses bairros, oferecendo mais qualidade de vida e segurança para a população”, ressalta Alessandro Almeida, Diretor de Vendas da companhia.

Ainda segundo Alessandro Almeida, a boa expectativa e os grandes investimentos da empresa no Nordeste se devem a importância que a região tem para a economia do país e o potencial de crescimento que o setor tem nesses estados.

“O Nordeste conta com cerca de 60 milhões de brasileiros, o que representa certa de 1/3 da população do país. De acordo com projeções da TCP Partners, com dados da CBIC e da Fundação João Pinheiro, apontam que a região é responsável pela segundo maior déficit habitacional do país, com 30%, atrás apenas do Sudeste. Esses dados impactam no setor e no desejo das pessoas por moradia de qualidade, tanto que a população nordestina liderou a intensão de compra de imóvel durante a pandemia, conforme última pesquisa divulgada pela Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc)”, afirmou.

O executivo ainda conta que o aumento intenso dos custos da construção durante a pandemia de quase 20%, de acordo com o Índice Nacional dos Custos da Construção (INCC), afetou, de fato, os preços dos imóveis, mas isso não foi motivo para gerar cortes nos investimentos de empreendimentos e lançamentos de novas unidades.

“Pelo contrário, não só a MRV, mas todo o grupo MRV&CO está ampliando seu portifólio de marcas e produtos para atender públicos variados que estejam em momentos diferentes em relação à aquisição ou locação de um imóvel. Para 2022, estamos preparando lançamentos de novas linhas de produtos e expansão da atuação das demais empresas do grupo no Nordeste”, completa.

Carregando