Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Terminal Marítimo de Ponta da Madeira é líder em movimentação de cargas no Brasil

Porto situado em São Luís transportou 182,3 milhões de toneladas em 2021, e este ano completa 36 anos de operação no MA.

Boa atuação do Terminal da Ponta da Madeira está ligada às condições favoráveis que São Luís tem para o setor industrial (Foto: Divulgação)

O Terminal Marítimo de Ponta da Madeira (TMPM), localizado em São Luís (MA), foi o porto que mais movimentou minério de ferro em todo o Brasil em 2021, de acordo com levantamento feito pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). No ano passado, foram 182,3 milhões de toneladas transportadas no porto operado pela Vale, que em 2022 está completando 36 anos de operação no estado.

A posição de liderança de movimentação de cargas entre os terminais de uso privado (TUPs) é ocupada pelo TMPM desde 2014. No ranking referente ao desempenho de 2021, o Terminal de Tubarão (ES) aparece em segundo lugar, movimentando 64,139 milhões de toneladas (+14,2% em relação a 2020). Em terceiro, está o Terminal Aquaviário de Angra dos Reis (RJ).

A instalação movimentou 64,085 milhões de toneladas em 2021, com incremento de 6,4% em comparação com 2020.

De acordo com o levantamento da Antaq, todo o setor portuário brasileiro, formado pelos portos públicos e terminais privados, movimentou 1,210 bilhão de toneladas no ano passado, o que representa um crescimento de 4,8% em relação a 2020.

Em relação às principais cargas movimentadas, o minério de ferro continua sendo o maior destaque em quantidade. Foram 370,4 milhões de toneladas movimentadas em 2021: um aumento de 4% em comparação com 2020 (356,1 milhões de toneladas).

DESEMPENHO AMBIENTAL

No ano passado, o Terminal Marítimo da Ponta da Madeira conquistou o primeiro lugar no ranking do “Maior Índice de Desempenho Ambiental – IDA do Prêmio Antaq 2021. Foi a segunda vez nos últimos três anos que o TMPM conquistou a primeira colocação do Prêmio da Antaq entre todos os terminais privados do país. Na ocasião, TMPM conquistou ainda o segundo lugar na categoria “Conformidade Regulatória”. O primeiro lugar ficou com o Terminal da Ilha Guaíba (TIG) também operado pela Vale, no estado do RJ.

Já na categoria “Conformidade Regulatória”, modalidade “Arrendamento”, o segundo lugar foi conquistado pelo Terminal de Cobre da Vale, localizado em São Luís.

EXCELÊNCIA OPERACIONAL

O porto de Ponta da Madeira tem uma área de aproximadamente 1800 hectares, o que equivale a 100 estádios do Maracanã, e embarca produtos como: minério de ferro, manganês e pelotas. Só na capital maranhense, gera mais de 2.600 empregos diretos. É dele que são embarcadas diariamente milhares de toneladas de minério de ferro para o funcionamento de indústrias da construção civil, automobilística, naval e entre outras.

A boa atuação do TMPM está diretamente ligada às condições favoráveis que São Luís tem para o setor industrial: privilegiada posição geográfica entre as regiões Norte e Nordeste do país, com o litoral estrategicamente localizado, o que permite economia de combustíveis e redução no prazo de entrega de mercadorias para os mercados transoceânicos. A capital também possui uma das maiores variações de maré existentes (aproximadamente 7 metros).

Em janeiro deste ano, foi realizada uma manobra complexa no Porto operado pela Vale em São Luís, que ocorre entre sete e oito vezes ao ano: seis navios manobrando simultaneamente, três atracando e três desatracando, ao mesmo tempo. A operação exige a coincidência do tempo de carregamento, maré favorável, quantidade de rebocadores suficientes, acordo entre os práticos.

“Buscamos incansavelmente a referência em desempenho, eficiência, segurança e sustentabilidade. Visamos a excelência, mas trabalhamos com responsabilidade pelo todo. Para nós, o desenvolvimento é alcançado quando nossos negócios geram valor para as partes interessadas, também apoiando o fortalecimento social, a manutenção e melhoria da saúde e segurança de nossos trabalhadores e comunidades”, destacou Romulo Rovetta, novo gerente-executivo do Terminal Marítimo de Ponta da Madeira.

Carregando