Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Imperatriz registra óbito de criança em decorrência da covid-19

O dado foi divulgado pelo boletim epidemiológico desta quarta-feira (23)

Vacinação infantil é importante para diminuir e evitar óbitos por infecção da covid - 19. (Foto: Edmara Silva)

IMPERATRIZ – Em Imperatriz, a morte de um bebê de 11 meses, em decorrência de complicações da covid-19, acende alerta para importância da vacinação infantil. O boletim epidemiológico, divulgado nesta quarta-feira (23), pela Prefeitura, aponta óbito de uma criança do sexo masculino sem comorbidades.

Com pouco mais de um mês do início da aplicação de doses pediátricas, menos da metade do público-alvo se vacinou. Isso corresponde a aplicação de 4.602 doses do imunizante. Embora todo empenho da Secretaria de Saúde em ampliar os números de imunizados, a vacinação pouco tem avançado no Município.

“Nós temos uma população de mais de 30 mil crianças de 5 a 11 anos em Imperatriz, e mesmo com todos os nossos esforços de incentivo, estrutura disponibilizada, conscientização, UBS em diversos bairros, algumas com horário estendido, Dia D, não conseguimos ter uma boa cobertura vacinal”, pontua o secretário de Saúde, Alcemir Costa.

O óbito da criança registrado neste mês de fevereiro é um indicador de que, mesmo em proporções menores, as crianças podem ter agravamento de saúde em decorrência da covid-19.

A coordenadora lembra ainda que para ser autorizada a vacinação de crianças foram realizados vários estudos e análises técnicas rigorosas no Brasil. A vacinação infantil foi iniciada anteriormente em outros países do mundo, como nos Estados Unidos, sendo considerada ferramenta fundamental no controle da pandemia.

Carregando