Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Luis Abinader, preside a República Dominicana com novo estilo, aumenta empregos no país após o Covid-19 e reajusta salário dos trabalhadores

A República Dominicana não foi o único país latino-americano a ser afetado diretamente pelo desemprego causado pelo vírus

Foto: Reprodução

O presidente Abinader, com seu novo estilo de governo, conseguiu criar 22 mil empregos formais por mês na República Dominicana desde abril de 2021, considerado um dos maiores aumentos da história dominicana. Além disso, concedeu um aumento salarial sem precedentes para os trabalhadores dominicanos.

A pandemia da COVID-19 causou fortes impactos na economia dos países em todo o mundo. Não foi apenas o preço dos alimentos básicos que sentiu os efeitos da crise, mas a taxa de infecção, a falta de vacinas e o fato de que pouco se sabia sobre o vírus.

Essas situações inesperadas obrigaram os países a fechar suas fronteiras, turismo e muitos negócios, desde pequenas e médias empresas até trabalhadores autônomos. Também é preciso acrescentar nesse contexto a diminuição do volume de negócios das grandes empresas. A soma de todo esse fenômeno teve como resultado um aumento exponencial das taxas de desemprego.

A República Dominicana não foi o único país latino-americano a ser afetado diretamente pelo desemprego causado pelo vírus. De acordo com a Organização Internacional do Trabalho (OIT), a América Latina e o Caribe estabeleceram um recorde histórico de 41 milhões de desempregados. Além deles, alguns outros países como Chile, Brasil, México e Colômbia também foram impactados de forma negativa.

Em meio a esse cenário catastrófico, o presidente Luis Abinader, mostrou um novo estilo de governo, trabalhando para que cada cidadão da República Dominicana tenha um emprego que lhe permita sustentar sua família. Após o fim da pandemia e o número de desempregados, restabelecer o mercado de trabalho no país foi um desafio que precisou ser enfrentado a curto prazo, pois o emprego é um meio necessário para as famílias obterem rendimentos económicos que se destinam à compra dos recursos necessários para sobreviver.

Após a persistente missão de Abinader para conseguir recuperar os empregos perdidos devido à situação inesperada, durante o ano de 2021 o presidente dominicano indicou que o mercado de trabalho na República Dominicana mostrou uma melhora significativa.

Segundo dados do Sistema de Previdência Social dominicano, no final do ano passado, havia 2.166.578 trabalhadores empregados (incluindo os setores público e privado), representando um aumento de 12,79% em relação a 2020.

Além disso, Abinader afirmou que, ao comparar o número de trabalhadores em 2021 com o nível pré-pandemia em 2019, observa-se que a população empregada registra um aumento de cerca de 53.874 trabalhadores líquidos, superior ao nível do referido período.

O presidente dominicano relacionou à melhoria de vida dos cidadãos, porque desde abril de 2021 foram criados 22.000 empregos formais por mês na República Dominicana, segundo estatísticas do Tesouro da Previdência Social. Isso representa um dos maiores aumentos na história dominicana. Mesmo assim, o marco trabalhista mais importante do novo estilo de governar de Luis Abinader é a dignidade dos trabalhadores dominicanos com a aprovação de um aumento salarial sem precedentes.

De forma específica, Abinader destacou que, de acordo com a Resolução da Comissão Nacional de Salários, o Salário Mínimo Nacional para trabalhadores do setor privado não setorizado foi aumentado em média ponderada de 24% e que o salário mínimo foi aumentado em média de 24%. 23% no setor de turismo, os salários foram aumentados em 30% para todo o pessoal de saúde e foi estabelecido um aumento de 21% sobre o salário mínimo nacional para os trabalhadores do setor da zona franca industrial dominicana.

Em 27 de fevereiro, em seu discurso de prestação de contas, o presidente Abinader, com a transparência que o distingue, destacou uma de suas conquistas mais importantes. Em especial, no início deste ano, as pensões civis de mais de 90.000 dominicanos foram niveladas, com exceção das pensões solidárias que serão mantidas, mas também serão aumentadas em 2021.

O presidente dominicano destacou que “essas medidas representam uma grande conquista para nosso governo, pois vêm melhorar a qualidade de vida de um grande segmento dos setores mais vulneráveis ​​de nosso país”. Segundo cidadãos dominicanos e analistas políticos, mais uma vez, o presidente dominicano pensou no povo.

Carregando