Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Aumento no preço dos combustíveis provoca corrida aos postos de São Luís

Muitos motoristas foram surpreendidos com os novos valores já praticados por alguns postos, horas após o anúncio da Petrobras.

Foto: Reprodução

Após o anúncio de reajuste nos preços da gasolina e do díesel, divulgado na manhã desta quinta-feira, 10, pela Petrobras, motoristas da Grande São Luís correram aos postos de combustíveis para abastecer os veículos, antes do aumento nas bombas.

Muitas filas foram registradas em postos da Grande Ilha, fato que acabou refletindo no trânsito das principais avenidas da cidade, com a formação de extensos engarrafamentos.

“O sistema até sobrecarregou. Só estamos conseguindo passar cartão por aproximação ou dinheiro”, comentou o frentista de um posto na Avenida São Luís Rei de França.

O corretor de imóveis que se identificou apenas como Luís Cláudio disse que já esperava pelo aumento, mas confessou o susto com a porcentagem do reajuste: “Com tudo que vem acontecendo, acho que até demorou essa subida de preços, mas foi muito. Isso vai pesar demais no bolso da população”, ressaltou.

Muitos motoristas foram surpreendidos com os novos preços já praticados por alguns postos, horas após o anúncio da Petrobras. Ainda com estoques antigos, os estabelecimentos começaram a passar o combustível com variações até R$ 7,29.

Por meio de nota, o Instituto de Promoção e Defesa do Cidadão e Consumidor do Maranhão (PROCON/MA) informou que iniciou a investigação sobre o aumento de preços praticados por postos de combustíveis no Maranhão, após recente anúncio de reajustes pela Petrobrás.

Confira a nota do PROCON/MA na íntegra 

O Instituto de Promoção e Defesa do Cidadão e Consumidor do Maranhão (PROCON/MA) informa que iniciou investigação acerca do aumento de preços praticados por postos de combustíveis no Maranhão, após recente anúncio de reajustes pela Petrobrás.

Postos e distribuidoras de todo o estado, a começar pela Grande Ilha, estão sendo notificados e deverão apresentar notas de entrada e venda dos produtos que justifiquem os preços praticados.

Além deles, o órgão também notificará a Petrobras, que deverá explicar a compatibilidade entre a política de preços e as normas previstas pelo Código de Defesa do Consumidor. Uma vez comprovada a abusividade dos preços e desalinho destes com a inflação e os custos de produção, serão aplicadas as sanções previstas na legislação consumerista.

O PROCON/MA reforça a importância da formalização de denúncias por parte dos consumidores, anexando fotos e a identificação dos postos onde foram encontradas abusividades, para que o órgão possa instruir procedimentos e direcionar as equipes de fiscalização. A formalização pode ser feita pelo App VIVA PROCON e site http://procon.ma.gov.br.

Carregando