Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Decretada prisão de PM do Pará suspeito de matar jovem em Caxias

Na tentativa de proteger o filho, mãe da vítima também foi baleada e está em estado grave.

Soldado João é apontado como autor dos tiros que atingiram Esmeralda e mataram o filho dela, João Neto (Foto: Divulgação)

Foi decretada a prisão preventiva do policial militar do Pará, identificado apenas como soldado João, suspeito de assassinar José Lima Pinto Neto, de 25 anos, dentro de uma festa, na cidade de Caxias, na madrugada de sábado (12).

A mãe da vítima, identificada como Esmeralda, ao tentar protegê-la, também foi baleada no abdômen e permanece no hospital em estado grave.

De acordo com o delegado Jair de Paiva Lima, titular da Delegacia de Homicídios de Caxias, logo após o crime a polícia iniciou os trabalhos de investigação e, ainda na noite de sábado, foi representada pela prisão preventiva do PM.

“O Judiciário de plantão rapidamente analisou e logo no domingo pela manhã foi expedido o mandado de prisão contra ele”, explicou o delegado, ressaltando que diligências continuam sendo feitas para localizá-lo e prendê-lo.

Segundo Jair de Paiva, o advogado do militar, que é natural de Caxias e estava de férias no município, esteve na delegacia e ficou de conversar com o cliente para que ele se apresentasse. Até o momento, ele continuava foragido.

A polícia ainda apura o que motivou o homicídio. A mulher de José Neto, que também estava na festa, foi ouvida, mas até o momento não foi possível apontar as circunstâncias.

Carregando