Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Cantos lírico e canto coral do Maranhão ganham registro inédito

A revisão do texto foi da Técnica em Educação, Sabina Dias Carneiro

(Foto: Divulgação)

SÃO LUÍS – Em seu novo livro “Memórias (En)cantadas”, o escritor, pesquisador, produtor cultural e professor da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Euclides Moreira Neto, faz um resgate memorial dos Festivais Maranhense de Coros (Femaco) e de Canto Lírico (Maracanto).

Lançado neste mês, na programação do Projeto “Do Nosso Jeito”, realizado pela Diretoria de Assuntos Culturais da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura da UFMA, o livro Memórias (Em)cantadas” tem o selo da Editora da Universidade Federal do Maranhão (EDUFMA). Em sua pesquisa documental e testemunhal, o Professor Euclides Moreira Neto, tem a Supervisão do Programa de Pós-Graduação em Comunicação, Linguagem e Cultura da Universidade da Amazônia, no qual o autor cursa Doutorado. A revisão do texto foi da Técnica em Educação, Sabina Dias Carneiro.

Segundo o autor de “Memória (En)cantadas” o livro além de fazer um resgate memorialista sobre a importância e trajetória destes dois projetos culturais desenvolvidos pela Universidade Federal do Maranhão é um resgate afetivo e efetivo de uma ação da academia que foi muito marcante na comunidade ludovicense, tendo dado a UFMA um status diferenciado e reconhecido em todo o Brasil, o qual rendeu bons frutos para o campo musical de nossa região.

Mais que uma pesquisa e um registro técnico-científico é memorialista, o livro presenteia o leitor com um momento de ouro do canto coral e canto lírico do Maranhão, do Brasil e América Latina.

Por várias décadas, a UFMA construiu uma importante missão em ser protagonista de um trabalho inédito de promoção, valorização, divulgação e formação profissional para o canto brasileiro.

Hoje, gerações de maranhenses também têm em suas memórias muitos momentos inesquecíveis de apresentações de grupos de canto coral infantil, juvenil e adulto. Vozes mágicas, sob regências harmoniosas e habilidosas de grandes profissionais da música.

O livro leva ainda ao público registros de momentos onde força da extensão universitária se fez presente de forma magistral junto a plateias de vários municípios, democratizando o acesso à música lírica, clássica, erudita e popular em sua mais elevada dimensão cultural.

Enfim, o livro toca nossos corações com boas lembranças de um trabalho que continua vivo e forte na política cultural da UFMA.

Carregando