Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

23 detentos não retornam ao presídio após saída temporária de Páscoa

Os custodiados foram liberados no dia 13 de abril, e teriam que retornar até às 18h de terça-feira, 19.

696 presos foram beneficiados com saída temporária da Semana Santa (Foto: Divulgação)

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) informou que 23 detentos que foram beneficiados com a saída temporária de Páscoa não retornaram ao presídio de Pedrinhas, em São Luís. Os custodiados foram liberados no dia 13 de abril, e teriam que retornar até às 18h de terça-feira, 19. A partir de agora, todos são considerados foragidos da Justiça.

696 presos tiveram o direito de deixar os presídios para a saída temporária da Semana Santa. Por preencherem os requisitos dos artigos 122 e 123 da Lei de Execução Penal, os apenados, se por outros motivos não estiverem presos, foram autorizados a sair das unidades prisionais para visita aos seus familiares.

Os custodiados que não regressaram à Unidade Prisional, a partir de agora, estão sujeitos a pena de regressão de regime e outras sanções.

Ao serem beneficiados, os detentos devem cumprir várias restrições como não frequentar festas, bares e similares, entre outras determinações.

Carregando