Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

AGROBALSAS 2022 – “A feira é o principal e mais bem organizado evento de agronegócio do Maranhão”, diz Fábio Braga

Fábio Braga afirma ainda que o custo de produção agrícola no Cerrado, numa análise mais profunda, não é mais cara que o de outras regiões

“O futuro do Cerrado maranhense já chegou e chegou para ficar. “A afirmação é do deputado estadual Fábio Braga, do Maranhão, em entrevista exclusiva para a equipe de comunicação do AGROBALSAS. Ele faz uma interrogação: “Terá o Cerrado do Maranhão evolução diferente do resto da agricultura brasileira?” Ele responde que sim, “que será melhor”.

Foto: Assessoria

Conforme o parlamentar,  “a tecnologia moderna colocou o Cerrado maranhense como uma opção de produção que nada fica a dever às demais áreas agricultáveis do país.”

Porém, ainda conforme seu raciocínio, esta área de produção agrícola apresenta alguns problemas específicos, como os veranicos e solos mais sujeitos à erosão. “Contudo, faz-se necessário destacar que a pesquisa já criou tecnologias que oferecem, ao menos parcialmente, solução para isso. E novos conhecimentos, frutos de pesquisas em andamento, são ainda mais promissores”, diz.

Fábio Braga afirma ainda que “o custo de produção agrícola no Cerrado, numa análise mais profunda, não é mais cara que o de outras regiões. É bem verdade que se faz imprescindível o investimento em novas técnicas na recuperação de solos e preservação ambiental. No entanto, o custo da recuperação é inferior ao diferencial do preço da terra, quando comparado com as terras férteis de outras regiões”, calcula o deputado estadual.

Embora com todo este potencial para a produção primária, a região já clama por mais agroindústrias, principalmente de grãos e fibra, para agregar valor a produção e mais geração de empregos e renda. Sobre esta questão, Fábio Braga garante que em sua atuação política tem procurado defender a instalação e manutenção de empresas no Maranhão e, também, defendido o empreendedorismo. A agroindústria é o ambiente

físico equipado e preparado, onde um conjunto de atividades relacionadas à transformação de matérias-primas agropecuárias provenientes da agricultura, pecuária, aquicultura ou silvicultura são realizadas de forma sistemática. Muitas pessoas acreditam que empreender é abrir uma empresa, o que não é verdade. Na realidade, empreender está mais ligado a uma postura, como a de encarar os problemas como oportunidades, por exemplo”, frisa.

Ainda segundo ele, “a abertura de empresas para agregar valor a produtos e gerar empregos e renda ligados à produção nos campos que já temos é uma visão de oportunidade e também de criar no nosso Estado uma nova cultura empresarial”, defende.

Fábio Braga fez também uma avaliação da importância do AGROBALSAS para o desenvolvimento dos agronegócios do Maranhão, sobretudo da região do Cerrado.

“O AGROBALSAS é a principal e mais bem organizada feira de agronegócio do Maranhão, cujos números que são movimentados pela feira em todas as suas ediçõesdemonstram isso. É a vitrine de tudo que o Maranhão produz e planta.

Segundo ele, em recente reunião com governador Carlos Brandão, este deixou bem claro a importância da feira e a possibilidade de que ela pudesse ser feita, também, na região do Baixo Parnaíba (região produtora de grãos) e em outras localidades.”

Braga diz que vem enfatizado e alardeado nos seus discursos as vantagens que estas feiras representam, seja pela quantidade de negócios que movimentam, seja pela troca de experiências que propiciam.

Há necessidade de pausa para reflexão, pois o momento é de propor mudanças e de buscarmos conhecimentos, novas propostas, inovações e parcerias, principalmente nas Universidades”, defende.

Ainda conforme ele, existem alternativas e estas, sabiamente, passam por discussões e mesas redondas oferecidas na AGROBALSAS. A organizadora do evento – a Fapcen -, procura, a cada ano, inovar, partindo da experiência de seus dirigentes e da realidade do momento que a envolve.

Ressalta-se, ainda, que a Fapcen empenha-se sempre para manter a missão de participar das transformações e revoluções do agronegócio ativamente”, exalta.

Por fim, o deputado estadual, na atualidade uma das lideranças estaduais mais empenhados na realização e sucesso da feira maranhense, deixa uma mensagem para produtos, expositores e público geral do evento:

O homem do campo prepara-se o ano todo para o momento de uma boa colheita: avalia o mercado para decidir o que plantar ou criar; consulta os técnicos sobre que insumos deve usar, quais as variedades mais recomendadas; tipos de sementes mais adequados; busca as casas de financiamento para a atividade; prepara o solo e, mês após mês, vai tornando sua plantação uma realidade. Ainda reza para um bom clima! E, como produtor e empreendedor que é, envida esforços para reduzir as margens de erro, depois de avaliar uma boa produção.

Tudo isso feito e, depois de uma exaustiva colheita, vem a parte mais triste, que ainda é uma realidade: há pouca vantagem em utilizar nossas terras e nossas águas para obter safras recordes que se desperdiçam nos buracos das estradas e perdem competitividade nas filas dos portos. Uma realidade triste para quem produz e cria no nosso estado e no nosso país. Portanto, não podemos nos acomodar porque se plantou ou criou bem, porque tivemos uma produção espetacular e porque o preço dos produtos está aquecido. É preciso uma estratégia bem planejada de todo governo para que o escoamento da produção seja rápido, seguro e menos oneroso para o produtor.

Evento

A 18ª edição do AGROBALSAS  acontecerá entre os dias, 16 e 20 de maio de 2022, na Fazenda Sol Nascente, localizada na cidade de Balsas (MA) que, desde sua primeira edição,  é realizado com o apoio do Governo do Maranhão e Prefeitura Municipal de Balsas.  O tema proposto  para este ano,  remete ao futuro: “CONECTIVIDADE CERRADO,  O GRANDE CELEIRO’’, um prognóstico do que ainda esta para vir após a consolidação

do plantio das grandes commodities soja, milho, algodão, rumo a consolidação da pecuária e o incremento da produtividade na diversificação da produção de alimentos, mediante a segurança e minimização dos eventuais riscos, com destaque para a grande parceria que a FAPCEN possui por meio das Instituições que se fazem presentes neste evento ao longo do tempo.

Carregando