Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

É grave o estado de saúde da professora que teve corpo queimado por aluno de 10 anos

Vítima deu entrada no Socorrão I, em São Luís, com queimaduras de 2° grau em 40% do corpo.

Professora teve 40% do corpo queimado (Foto: Reprodução)

A professora Vanúsia de Sousa de Matos, de 39 anos, está em estado grave após ter parte do corpo queimado por um aluno de 10 anos. O caso aconteceu nessa quinta-feira, 28, na Escola Municipal Maria Safira da Silva, em Barra do Corda, distante 346 km de São Luís.

Após ser atendida na UPA em Barra do Corda, a professora foi transferida para o Socorrão I, em São Luís, onde deu entrada no fim da noite com queimaduras de 2° grau em 40% do corpo.

Vanúsia Matos passou por cirurgia e se encontra em observação na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Socorrão I.

Embora grave, o quadro clínico da professora é clinicamente estável.

O CASO

Um estudante de 10 anos jogou gasolina e ateou fogo em sua professora, dentro da sala de aula, nesta quinta-feira, 28, no município de Barra do Corda, distante 346 km de São Luís.

A professora da Escola Municipal Maria Safira da Silva, identificada como Vanusia de Sousa, de 39 anos, foi levada para o hospital com 40% do corpo queimado.

O secretário de Educação do município, Ramon Júnior, informou que esteve na UPA onde a Vanusia foi atendida, ao lado da psicóloga da escola. Ele disse que o ato do aluno teria sido motivado por uma repreensão feita pela professora no dia anterior, por conta de um desentendimento com um colega de classe.

A Polícia Civil começou a investigar o caso, e já descobriu que o aluno comprou a gasolina em um posto de gasolina. Ouvido por um psicólogo e pela Secretaria de Educação do Município, o garoto disse que pesquisou na internet sobre como provocar o fogo com o líquido inflamável. A intenção era evitar que a professora contasse à mãe dele sobre a briga com o colega.

De acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), o menino não pode ser apreendido em flagrante, porque ainda não é adolescente. No entanto, será instaurado um procedimento policial para apurar todas as circunstância do caso.

Carregando