Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Dia das Mães: Shoppings lideram, mas Rua Grande cresce na intenção de compras

Os Shopping Centers são a principal referência do consumidor ludovicense na busca por presentes para a data

(Foto: Reprodução)

SÃO LUÍS – A Pesquisa de Intenção de Compras para o Dia das Mães em São Luís mostrou que, em 2022, os Shopping Centers são a principal referência do consumidor ludovicense na busca por presentes para a data. Dentre os locais apontados pelos entrevistados no levantamento da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Maranhão (Fecomércio-MA), as lojas de shoppings apareceram como preferência de 40,1% do público.

Este resultado, mesmo representando a maior fatia da intenção de local de compra, representa uma queda de -28,5% em relação à pesquisa anterior realizada em 2019, quando os Shopping Centers atendiam a preferência de mais da metade do público local que pretendia presentear (56,1%).

Em comparação aos últimos anos, o cenário de 2022 mostra que os consumidores devem realizar suas compras do Dia das Mães, mais fortemente, em locais abertos e com maior diversidade de lojas e preços. A Rua Grande, por exemplo, cresceu no ranking de preferência e aparece como a 2ª melhor opção de local, com a fatia de 30,7% das intenções.

De 2018 para cá, o Centro Comercial de São Luís vem se destacando entre as escolhas prioritárias de lugares para comprar os presentes, com aumento de 108,8%, ou seja, mais que o dobro. Naquela época, a porcentagem de pessoas que optavam por esta escolha era de 14,7%, aparecendo como 3ª opção no ranking.

Lojas de bairro e internet

Na 3ª posição do ranking de locais para comprar o mimo das mães, as lojas de rua, bairro ou galerias somam 23,6% dentre as opções este ano. Isto significa uma queda de -47,2% de 2018 a 2022, tendo sido a maior perda, apurada até então, da lista de preferências.

A internet, por sua vez, aparece como destaque positivo este ano. Na pesquisa realizada em 2018, 2,1% dos consumidores declararam que pretendiam fazer suas compras na internet. Em 2022, na mesma data, 10,8% dos entrevistados já assumiam a possibilidade de fazer suas aquisições no e-commerce, um avanço de 414,2% nesta intenção, percentual 5 vezes maior.

 

 

 

Carregando