Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Prefeitura e professores não chegam a um acordo e greve continua em São Luís

Até sexta-feira (6) a Prefeitura de São Luís deve apresentar os documentos relativos ao Fundeb e os estudos que determinaram o reajuste de 10,6%

Foto: Reprodução

SÃO LUÍS – Não houve acordo entre a Prefeitura de São Luís e o Sindicato dos Professores da Rede Municipal de São Luís (SindEducação). Com isso, os professores caminham para 17 dias de paralisação.

Durante audiência de conciliação, a Prefeitura manteve a proposta de reajuste em 10,06% enquanto o Sindicato quer reajuste de 17,62%. Diante do impasse, o Ministério Publico do Maranhão (MPMA) recomendou que a Prefeitura repasse um reajuste imediato de 10,6% na folha salarial de maio. Com isso, a expectativa é de que os professores retornem à sala de aula e as negociações sejam mantidas.

O MPMA também determinou que, até a sexta-feira (6), os documentos relativos ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica e Valorização dos Profissionais (Fundeb) sejam apresentados. Além disso, a Prefeitura deve apresentar os estudos que embasaram o reajuste de 10,6% oferecido à categoria.

O SindEducação se comprometeu a deliberar sobre a proposta do MPMA.

Carregando