Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

inpEV apresenta vantagens do Sistema Campo Limpo na AgroBalsas

Durante o maior evento do agronegócio do Maranhão, agricultores e revendedores da região poderão conhecer os diferenciais do programa de logística reversa da indústria de defensivos agrícolas. São Paulo, maio de 2022. Os visitantes da 18ª AgroBalsas, que acontece de 16 a 20 de maio, em Balsas, terão a oportunidade de conhecer o funcionamento e os resultados alcançados pelo Sistema Campo Limpo (SCL), programa de logística reversa gerenciado pelo inpEV e que reúne fabricantes, distribuidores, registrantes, agricultores e […]

Durante o maior evento do agronegócio do Maranhão, agricultores e revendedores da região poderão conhecer os diferenciais do programa de logística reversa da indústria de defensivos agrícolas.

São Paulo, maio de 2022Os visitantes da 18ª AgroBalsas, que acontece de 16 a 20 de maio, em Balsas, terão a oportunidade de conhecer o funcionamento e os resultados alcançados pelo Sistema Campo Limpo (SCL), programa de logística reversa gerenciado pelo inpEV e que reúne fabricantes, distribuidores, registrantes, agricultores e o poder público

inpEV – Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias – marcará presença nAgroBalsascom um estande (Nº 20), onde seus executivos receberão convidados para apresentar as vantagens do Sistemaseus diferenciais e como a excelência na operação o tornou referência mundial para todas as indústrias

A decisão de participar do maior evento do Maranhão foi estratégica, uma vez que em janeiro deste ano o inpEV inaugurou uma central de recebimento em Balsas para atender os agricultores do norte de Tocantins e do sul do Maranhão e Piauí. “A região passou a contar com quatro unidades do inpEV para a devolução de embalagens: além de Balsas, o produtor rural pode entregar seu material em Alto Parnaíba (MA) e em Uruçuí e Bom Jesus (PI)”, explica Harthimes Gomes, Coordenador Regional de Operações do inpEV.

A central do inpEV em Balsas é responsável por receber as embalagens vazias e sobras pós-consumo de defensivos agrícolas das empresas associadas à entidade, conforme estabelece a Lei Federal nº 7.802/1989 (alterada pela Lei nº 9.974/2000 e regulamentada em 2002 por seu Decreto Federal nº 4.074). 

Em três meses de operação, foram devolvidas 127 toneladas de embalagens vazias de defensivos agrícolas na nova central e a expectativa é chegar ao primeiro semestre com 200 toneladas de embalagens recebidas“A região, com forte vocação agrícola, tem um grande potencial de devolução, que é de 900 toneladas/ano”, diz Harthimes.

O Coordenador destaca que o inpEV irá fortalecer as ações de esclarecimento e conscientização dos agricultores da região. “Vamos mostrar como a atuação da nova unidade é baseada em atendimento personalizado e orientação sobre as melhores práticas na destinação e gestão das embalagens, além das responsabilidades compartilhadas entre os elos da cadeia agrícola.”

Desde que foi fundado, há 20 anos, o inpEV é reconhecido por sua excelência operacional e foco na inovação. “Além de contar apenas com parceiros homologados para o transporte dos materiais, investimos em recursos que permitam a melhoria dos processos, como, por exemplo, o projeto rastreabilidade, que faz o acompanhamento automatizado da embalagem, de sua chegada à central até seu destino. Buscamos sempre produtividade, autossustentabilidade e ecoeficiência”, afirma o Coordenador. 

A destinação ambientalmente correta de 94% das embalagens plásticas de defensivos agrícolas comercializadas em todo o país, superando a marca de 670 mil toneladas desde 2002, prova o sucesso do Sistema.  “Estes números só podem ser alcançados graças aoengajamento de todos os elos da cadeia produtiva (agricultores, fabricantes, registrantescanais de distribuição e poder público) na busca de uma agricultura cada vez mais sustentável”, ressalta Harthimes 

Segundo Harthimeso credenciamento do revendedor ao inpEV é um processo simples, sem burocracia, e traz muitas vantagens para ele. “Desde que a revenda esteja aprovada pela Agência de Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão, AGED, agilizamos todo o processo, de forma simples e muito ágil.  Nosso modelo de gestão dará mais tranquilidade ao revendedor em todas as etapas da operação”, finaliza.

Assessoria / Hill + Knowlton Brasil

Carregando