Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Dr. Gutemberg cria Lei para amparar pessoas com Doenças Inflamatórias Intestinais

Apesar de não haver cura, os tratamentos podem devolver a qualidade de vida aos pacientes.

Lei do Dr. Gutemberg para ampara pessoas com Doenças Inflamatórias Intestinais (Foto: Divulgação)

O Maio Roxo é o mês de conscientização sobre as doenças inflamatórias intestinais (DII). Para amparar os pacientes nessa luta, o vice-presidente da Câmara Municipal de São Luís, o médico e vereador Dr. Gutemberg Araújo (PSC) criou a Lei 6.727/2020 que institui a ‘Política Pública Municipal de Proteção dos Direitos da pessoa Portadora de ‘DII’.

Uma outra proposta do Dr. Gutemberg, já aprovada na casa parlamentar, é incluir o dia 19 de maio como o Dia Municipal das Doenças Inflamatórias Intestinais. As duas iniciativas surgiram após encontros com os representantes da Associação Maranhense de Doenças Inflamatória Intestinais – AMADII.

“O trabalho da AMADII é referência. Agradeço à Dra. Licia Maria Fernandes Rodrigues, presidente da AMADII, à Sandra Passos, vice-presidente da Associação, e a todos que me receberam de braços abertos. As doenças inflamatórias intestinais não afetam só o paciente, mas toda a família. Por isso, criei essas Leis para ressaltar a importância do diagnóstico precoce e ainda proteger os direitos das pessoas que lutam contra essas doenças”, explica Dr. Gutemberg.

A doença inflamatória intestinal (DII) ocasiona uma inflamação do sistema digestivo, podendo causar danos irreversíveis à estrutura dos intestinos. Perda de peso, dores abdominais, sangramento, febre e anemias são alguns dos sintomas. As DIIs compreendem, principalmente, a doença de Crohn e Retocolite ulcerativa, que são patologias inflamatórias crônicas do trato digestório.

No Brasil, 13% em cada 100 mil habitantes sofrem com o problema. E apesar de não haver cura, os tratamentos podem devolver a qualidade de vida aos pacientes.

“Foi fundamental esse apoio do Dr. Gutemberg. Precisamos levar ao conhecimento da população que o diagnóstico precoce e o tratamento podem permitir o controle das doenças e trazer um alívio para toda a família”, afirma Dra. Lícia Maria Fernandes Rodrigues, presidente da AMADII.

Para Goreth Cardoso, esposa de um paciente portador da Doença de Crohn, as doenças intestinais influenciam no psicológico do paciente porque o intestino funciona como o nosso ‘segundo cérebro’.

“Tudo que nós temos de emocional vai para o intestino. E é importante repercutir o problema para as pessoas saberem que ele existe e tem tratamento. Fiquei emocionada com a sensibilidade do Dr. Gutemberg. O apoio dele em batalhar pelos direitos das pessoas que sofrem com essas doenças é de extrema importância para todos nós”, afirma Goreth Cardoso.

Em São Luís, a AMADII conta com dois ambulatórios para diagnóstico e tratamento das doenças: no Hospital da Universidade Federam do Maranhão (UFMA) e na Universidade Ceuma. Atualmente, são mais de 500 pacientes cadastrados na Associação, inclusive pacientes do interior do Estado. E no último domingo deste mês (29/05), a AMADII realiza a Caminhada pela Vida, às 16h, no Parque do Rangedor.

Carregando