Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Após dois meses de reclamação, Travessa Agenor Vieira segue com problemas de infraestrurtura

Segundo os moradores, a via esburacada causou a batida entre dois veículos, há alguns dias.

Travessa Agenor Vieira está tomada por buracos e água acumulada, causando transtornos aos moradores (Foto: Gilson Ferreira)

Em março deste ano, o Jornal Pequeno publicou matéria sobre a situação da Travessa Agenor Vieira, no bairro do Goiabal – vizinho à Madre Deus, em São Luís, que de tão esburacada, segundo os moradores, causou a batida entre dois veículos, há alguns dias.

O morador Marcos Antônio Silva Assunção, de 53 anos, voltou a procurar o JP e contou que o cenário é o mesmo, naquela via. “A situação é a mesma, nada mudou. Ninguém da Prefeitura veio à Travessa Agenor Vieira, mesmo a imprensa tendo procurado o órgão, quando fez a matéria em março. Há crateras e muita lama na via”, informou.

De volta à Travessa Agenor Vieira, a equipe do JP ouviu os mesmos moradores com os quais conversou no mês de março. Todos reforçaram o que disseram durante aquela visita da reportagem.

O comerciante Raimundo Barros contou que, desde a gestão do ex-prefeito Tadeu Palácio, nenhum trabalho de manutenção ou recuperação asfáltica é realizado na Agenor Vieira.

“Somos nós moradores que tomamos ações paliativas, como colocar concreto na via, e tapar buracos com entulhos de construção civil”, informou Raimundo Bastos.

Já Hernildo Ferreira Lopes, de 58 anos, reforçou que continua sendo muito complicado trafegar pela travessa.

“Sempre há alguém reclamando de prejuízos com o carro, após passar por todos esses buracos na Agenor Vieira”, disse Hernildo Lopes.

Os moradores chegaram a fazer um abaixo-assinado, com aproximadamente 170 assinaturas. Este documento foi enviado ao prefeito Eduardo Braide e ao secretário municipal de Obras e Serviços Públicos, David Col Debella, há dois meses, pedindo melhorias para a Travessa Agenor Vieira.

DRENAGEM

Quando chove, os transtornos na Travessa Agenor Vieira aumentam ainda, segundo os moradores. Há pontos de alagamento, o nível da água da chuva chega a aproximadamente um metro de altura.

Os moradores disseram também que o sistema de drenagem não suporta grandes volumes de água, e, por isso, quando chove na região, a via fica alagada.

OUTRO LADO

Por meio de nota enviada nessa sexta-feira (20), ao Jornal Pequeno, a Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp) garantiu que enviará equipe para vistoriar a Travessa Agenor Vieira, no bairro Goiabal, até a próxima semana. E que as ações de recuperação asfáltica neste período chuvoso estão concentradas nas grandes avenidas e vias de grande fluxo para melhorar a trafegabilidade do transporte público.

Carregando