Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Colaboradores da Unidade de Acolhimento têm tarde de bem-estar com sessões de ventosaterapia

O tratamento faz parte de um conjunto de técnicas recomendadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Daiane Costa, Miguel Filho e Lorena Santos participaram das sessões de ventosaterapia (Foto: Divulgação)

Colaboradores da Unidade de Acolhimento Estadual tiveram uma tarde de bem-estar, propiciada por sessões de técnica da ventosaterapia, sob os cuidados da Terapeuta Ocupacional Myrella Melo Maia Sousa.

Foi promovida pela coordenação da UA uma ação de olhar para o cuidador. A prática da ventosaterapia promove ao paciente/colaborador um relaxamento corporal e mental, pois, de acordo com o princípio da medicina oriental, a ventosa drena as áreas de congestão e libera o corpo de excesso de energia negativa. O tratamento faz parte de um conjunto de técnicas recomendadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e institucionalizado como uma das práticas integrativas e complementares pela rede pública de Saúde.

Segundo Daiane de Oliveira Costa, coordenadora da Unidade de Acolhimento, participar da sessão propiciou a todos uma sensação de imenso bem-estar: “Foi minha primeira experiência com a ventosaterapia e posso garantir um resultado imediato de relaxamento muscular. Amenizou consideravelmente a dor nas costas causada por tensão muscular e contraturas. Consegui relaxar e acalmar meu corpo e minha mente”, frisou.

Além da ventosa, foi oferecida aos colaboradores outras práticas integrativas, como auriculoterapia, cromoterapia, reflexologia podal, aromoterapia, meditação e relaxamento, terapia com plantas medicinais, entre outras.

De acordo com o psicólogo Miguel Filho, o uso dessas técnicas tem mostrado grande relevância como método alternativo de tratamento: “Penso que a convivência com profissionais que podem proporcionar técnicas que melhorem a saúde ocupacional e aliviem o estresse diário é extremamente relevante para a integração da equipe. Agradeço a nossa terapeuta ocupacional Myerella que conseguiu me fazer relaxar com essa prática integrativa. Achei impressionante a forma como o meu corpo ficou leve e relaxado”, pontuou.

Gerenciada pelo Instituto Vida e Saúde (INVISA), a Unidade de Acolhimento Estadual está instalada na Rua dos Acapus, nº 24, quadra 77 – Jardim Renascença I.

Carregando