Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Shoppings são a preferência de mais de 80% para compra do Dia dos Namorados em São Luís

Os apaixonados veem a Rua Grande como a segunda melhor escolha de local

(Foto: Reprodução)

SÃO LUÍS – A alta na perspectiva de compras para o Dia dos Namorados 2022 deve aquecer o comércio varejista ludovicense, principalmente, nos Shopping Centers. Isto porque a Pesquisa de Intenção de Consumo para a data em São Luís, realizada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Maranhão (Fecomércio-MA) aponta que as lojas de shoppings são a referência para 81,4% do público, em locais para aquisição de presentes.

Este patamar na preferência dos shoppings para as compras da data comemorativa é o maior apontado dos últimos quatro levantamentos, período no qual a Fecomércio-MA registrou 64,3% em 2016, 47,7% em 2017 e 69,4% em 2018, para as lojas deste local. Entre 2018 e 2022, o crescimento foi de +17,2%.

“A diversidade de lojas e produtos, bem como a facilidade de mobilidade, têm sido as principais razões para este aumento robusto dos shoppings nas intenções de locais. Além disso, o fim do uso obrigatório de máscaras em locais fechados e o atual período climático com chuvas recorrentes, estimulam cada vez mais pessoas a preferirem estes lugares”, avalia o presidente da Fecomércio-MA, Maurício Feijó.

Por outro lado, o comércio varejista do Centro Comercial de São Luís tem demonstrado uma sinalização muito otimista para o aumento de fluxo neste Dia dos Namorados. Com um crescimento de 70% na preferência por compras para a data, os apaixonados veem a Rua Grande como a segunda melhor escolha de local, com 26,7%. Isto se dá pelo fato de os consumidores enxergarem de forma positiva a reestruturação do entorno, preços amigáveis e facilidade de acesso ao transporte público.

“As obras de reordenamento e requalificação urbana possibilitaram retomar a Rua Grande como um bom atrativo para o varejo ludovicense. Historicamente apresentando preços mais competitivos que as lojas de shopping centers, este incremento significativo do fluxo de pessoas aumenta o potencial de faturamento dos lojistas, reaquecendo aquele complexo econômico”, acrescenta Maurício.

Carregando