Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Assinada Ordem de Serviço para restauração da Fonte das Pedras em São Luís

Os serviços têm prazo de 180 dias para conclusão

(Foto: Divulgação)

SÃO LUÍS – O prefeito Eduardo Braide assinou, na manhã desta sexta-feira (10), a Ordem de Serviço para a obra de estabilização e consolidação do Monumento Fonte das Pedras, no Centro Histórico. A intervenção será executada por meio da Fundação Municipal de Patrimônio Histórico (FUMPH), no valor de R$366.919,46. Os serviços têm prazo de 180 dias para conclusão.

A Fonte das Pedras que é um bem cultural tombado pelo Governo Federal desde 12 de julho de 1963, e também parte integrante do conjunto histórico, arquitetônico e paisagístico do centro urbano de São Luís, e agora passará por serviços de recuperação de sua estrutura como parte das ações de preservação, conservação e revitalização do Centro Histórico de São Luís.

A restauração da parte paisagística também foi anunciada pelo prefeito Eduardo Braide. Segundo o presidente do Instituto Municipal da Paisagem Urbana (Impur), Walber Pereira, esse trabalho será realizado no fim de todas as intervenções. “Cuidaremos da poda das árvores, calçadas, capina, pintura, e arrumaremos também a parte civil, como bancos, passarela, meio-fio, pintura de meio-fio, além da manutenção das áreas verdes para deixar o espaço ainda mais bonito e atrativo”, garantiu o presidente do Impur.

Importância histórica

A Fonte das Pedras, além de ser um monumento de valor histórico, artístico e arquitetônico, faz parte da história da cidade, por constituir-se em importante sítio desde a fundação pelos franceses, perpassando pela invasão holandesa e colonização portuguesa. Também foi um testemunho do início do processo de industrialização da cidade, ao ser anexada a Fábrica Santa Amélia do Cotonifício Cândido Ribeiro.

Em 1615, Jerônimo de Albuquerque, capitão da conquista e descobrimento das terras do Maranhão, acampou as tropas portuguesas sob as árvores ao redor do veio natural de água que jorrava em profusão, e aí iniciou sua estratégia que permitiu derrotar e expulsar os franceses comandados por Lá Ravardière. No século XVII, os invasores holandeses utilizaram suas nascentes para a chegada e abastecimento de água potável, e, ao compreenderem sua importância para as conquistas, construíram uma fonte, sendo, então, primeiro manancial canalizado na ilha de São Luís.

Carregando