Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Praça Antônio Lobo decepciona fiéis de Santo Antônio pela falta de manutenção e sujeira

Quem esteve ontem no espaço, para prestigiar o festejo em homenagem ao “santo casamenteiro”, não gostou do que viu.

Frequentadores do Largo de Santo Antônio reclamaram da sujeira e falta de manutenção na Praça Antônio Lobo (Foto: Divulgação)

Quem passa pela Praça Antônio Lobo, também conhecida como Largo de Santo Antônio, localizada no centro de São Luís, se depara com muita sujeira e problemas estruturais. O espaço tem uma atmosfera agradável, com muitas árvores e bancos, mas decepciona aos frequentadores, devido à falta de manutenção e de limpeza.

Nos arredores da praça é possível ver muito lixo acumulado. A Praça Antônio Lobo está situada em frente à Escola Modelo Benedito Leite e à Igreja de Santo Antônio.

Nessa segunda-feira (13), houve uma movimentação maior no local devido às festividades em alusão ao dia de Santo Antônio. A igreja que recebe o nome do santo teve uma vasta programação para os fiéis. As atividades iniciaram cedo, ainda por volta das 5h30, com queima de fogos e missa. Ao longo do dia foram celebradas sete missas.

Às 20h, teve a programação cultural, com apresentação de brincadeiras juninas. Por causa da pandemia, não houve a celebração em 2020 nem em 2021.

Durante o evento, houve a famosa distribuição de pães e a bênção dos padres aos fiéis.

O padre Antônio José explicou que, além dos pães, também houve entrega de cestas básicas às pessoas carentes. “Santo Antônio nos recorda três coisas: a intimidade dele com Jesus, intercessão pela família e caridade”, frisou.

A tradição dos pães é uma devoção dos fiéis que receberam alguma dádiva e fizeram promessa a Santo Antônio, como forma de gratidão pelo pedido atendido.

A aposentada e administradora Rosenilde Câmara, de 58 anos, é uma das devotas que distribui pães todos os anos, no dia de Santo Antônio. “Há 33 anos que faço minha obrigação. Minha filha nasceu muito miúda e vivia doente. Um dia minha irmã me perguntou porque eu não entregava minha filha para Santo Antônio. Assim eu fiz, e minha filha cresceu com saúde, e hoje eu venho com minha filha, meu netinho e meu genro. Para mim é muito gratificante. Estou cumprindo o que prometi”, pontuou a devota.

A aposentada Sônia Maria Pereira, de 74 anos, também não perde a festividade. “A gente recebe muitas graças, bênçãos. Venho desde os meus 13 anos. Santo Antônio é padrinho da minha filha caçula, que hoje tem 42. Venho também pedir proteção”, frisou.

A devota Odinéia da Silva Gonçalves, de 76 anos, também era só gratidão a Santo Antônio. “Tudo o que a gente pede, ele responde. Pode demorar, mas chega”, falou.

Dona Maria da Luz Batista de Sousa, de 78 anos, também esteve na festividade. “Sou devota de Santo Antônio, há muitos anos. Ele me deu muitas bênçãos. Eu consegui o que queria. Hoje, peço para ele me ajudar com força. Tenho muita fé”, finalizou.

OUTRO LADO

O Instituto Municipal da Paisagem Urbana (Impur) informou que na última semana de maio realizou serviços de poda e roço na Praça Antônio Lobo, em frente à Igreja de Santo Antônio. E que o entorno também estava no cronograma de limpeza do Comitê Gestor da Limpeza Urbana (CGLU), dessa segunda-feira (13).

Carregando