Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

DNIT afirma que deterioração das rodovias maranhenses ocorre em função de falhas históricas

Órgão afirma que desenvolve projetos de manutenção estruturada para reconstrução de boa parte dos segmentos.

Deterioração do pavimento das rodovias maranhenses ocorre em função de falhas históricas, segundo o DNIT (Foto: Reprodução)

Em relação a informações divulgadas em reportagem publicada na edição de domingo (19) do Jornal Pequeno (LEIA AQUI), acerca das condições das rodovias federais do Maranhão, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) divulgou nota afirmando que a deterioração do pavimento das rodovias maranhenses ocorre em função de falhas históricas.

Conforme o DNIT, foi viabilizada a cobertura de toda a malha rodoviária federal do Maranhão com contratos de manutenção, o que não ocorria há vários anos, bem como desenvolvimento de projetos de manutenção estruturada para reconstrução de boa parte dos segmentos.

Confira na íntegra a nota do DNIT

“A deterioração do pavimento das rodovias maranhenses ocorre em função de falhas históricas. A atual gestão do DNIT, no entanto, tem priorizado resolver os problemas encontrados. Para isso, viabilizou a cobertura de toda a malha rodoviária federal do Maranhão com contratos de manutenção, o que não ocorria há vários anos, bem como desenvolve projetos de manutenção estruturada para reconstrução de boa parte dos segmentos.

O DNIT desenvolveu planejamentos bem consolidados para melhorar a situação das rodovias federais maranhenses, em etapas:

1. A curto prazo (2022), com os recursos disponíveis, incluindo quase R$ 90 milhões alocados pela Bancada Federal, será garantida a melhoria da trafegabilidade da malha, com serviços com tapa-buracos, corrigindo problemas nas pistas surgidos no período chuvoso. Essa etapa já está em andamento, com o fim das chuvas no estado, e estará concluída antes do novo período chuvoso (prazo de execução dentro até 120 dias).

2. A médio prazo (2022 e 2023), o DNIT busca realizar um trabalho de revitalização funcional da malha, cujo valor é R$ 625 milhões, para proporcionar uma solução mais perene e de evitar o surgimento de novas patologias que comprometam o trabalho que atualmente está em andamento. Para tanto, é imprescindível uma suplementação mínima de R$ 108 milhões de imediato, recursos ainda não disponíveis, a serem alocados em contratos em vigor capazes de já absorverem essas demandas. Assim, o DNIT e o Ministério da Infraestrutura atuam em busca da suplementação de recursos para esta execução.

3. A longo prazo, o Departamento busca iniciar trabalhos de restauração/ reconstrução de grande parte da malha, totalizando R$1,5 bilhão. Esses projetos estão em fase avançada, contando com aprovação técnica de boa parte deles. Entretanto, atualmente não há disponibilidade de recursos.

Para essa etapa, o DNIT e o Ministério da Infraestrutura também estão buscando suplementação de recursos para viabilizar a sua execução. Assim como no restante do País, o DNIT tem pautado sua atuação no Estado do Maranhão de forma técnica e focada em garantir as soluções de infraestrutura de transportes demandadas pela população, mesmo diante de um cenário de restrição orçamentária”.

Carregando