Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Ruas de acesso à Avenida Litorânea apresentam trechos com problemas de infraestrutura

Semosp e Sinfra informaram que irão enviar equipes aos locais citados, para que sejam realizados os reparos necessários.

Ruas Copacabana e Altamira, no Quintas do Calhau, apresentam verdadeiras armadilhas para motoristas e pedestres (Foto: Gilson Ferreira)

As ruas Altamira e Copacabana, localizadas no bairro Quintas do Calhau, são duas vias importantes de acesso para quem vai à Avenida Litorânea, um dos cartões postais de São Luís, e que serve de escape para outras regiões da cidade. No entanto, alguns trechos dessas vias apresentam alguns problemas de infraestrutura, na maioria buracos, que são verdadeiras armadilhas para quem trafega pela localidade.

Na descida da Rua Altamira, os pedestres precisam ter cuidado e desviar de buracos na calçada, com estrutura de metal enferrujada exposta. Também há um emaranhando de fios na parte debaixo de um dos postes.

Os motoristas e motociclistas também precisam ter cuidado para não cair em buracos no meio da rua e próximo ao meio-fio.

Na manhã dessa segunda-feira (20), a equipe do Jornal Pequeno flagrou o momento em que um motorista desatento passou pelo buraco e acabou batendo forte com o fundo do carro. Além do risco de acidentes, os buracos causam prejuízos aos motoristas.

Na Rua Copacabana, também, é possível encontrar buracos na via. Quem passa pelo local todos os dias fala do risco de acidente constante. “Já presenciei acidente neste ponto. Um veículo que seguia no sentido da Avenida Litorânea desviou do buraco e acabou colidindo com o carro que estava trafegando no sentido contrário. À noite, é mais perigoso ainda”, disse Antônio Sousa, que trabalha na região.

Próximo aos buracos, localizados na Rua Copacabana, há um matagal onde deveria ser a calçada, um risco para os pedestres que precisam andar no meio da rua e ter atenção redobrada com os veículos que trafegam pelo local.

AVENIDA LITORÂNEA

Na Avenida Litorânea, próximo ao Corpo de Bombeiros, por exemplo, também é possível ver buracos na pista. Ao longo da avenida, os motoristas têm que ter cuidado com as ondulações na via, resultado de várias emendas realizadas no asfalto.

No calçadão, a equipe do JP também constatou buracos com pontas de ferro expostas. Sem contar com o avanço da areia em alguns trechos do calçadão, diminuindo o espaço para pedestres, ciclistas e cadeirantes. Ao longo da Avenida Litorânea, a reportagem presenciou homens da prefeitura realizando limpeza e pintando o meio-fio.

O motorista de aplicativo Diogo Sá, de 36 anos, disse que anda atento para não cair nas armadilhas. “Existem umas ruas que têm muitos buracos, imagina se não fosse uma área nobre. Já caí em vários na cidade. Graças a Deus, não tive prejuízo neste carro. No outro, tive que trocar até o amortecedor”, destacou.

OUTRO LADO

Por meio de nota, a Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp) informou que enviará equipe técnica, ainda nesta semana, para vistoriar as ruas Altamira e Copacabana. Em relação ao calçadão da Av. Litorânea, comunicou ser de responsabilidade do governo do Estado.

Procurada, a Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra) informou que irá enviar uma equipe de manutenção à Avenida Litorânea, para verificar as situações mostradas na reportagem e tomar as devidas providências.

Carregando