Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Debate sobre assédio moral e sexual no ambiente advocatício será realizado em Imperatriz

De acordo com a instituição norte-americana Internacional Bar Association (IBA), uma em cada três advogadas já foi assediada.

Foto: Reprodução

Mulheres com profissões jurídicas têm sido vítimas frequentes de assédio moral e sexual e o debate acerca do assunto é a maneira mais eficaz para reverter essa realidade. Com esse objetivo, o escritório Sodré, Ramalho, Lopes, Roquette & Advogados Associados realiza, nesta quinta-feira, 23, um debate sobre a questão, com o intuito de reafirmar a importância da liberdade e respeito mútuo no ambiente advocatício, assim como a necessidade de a vítima prestar a denúncia para interromper o que pode se tornar um ciclo no local de trabalho.

De acordo com a instituição norte-americana Internacional Bar Association (IBA), uma em cada três advogadas já foi assediada sexualmente e, a cada duas, uma diz ter sofrido assédio moral em algum momento durante o ofício. Das que relatam ter sofrido algum tipo de assédio, 57% deixou de denunciar quando a violência sofrida foi de cunho moral, número que sobe para 75% nos casos de assédio sexual, silêncio que predomina, na maioria das vezes, por receio à retaliações.

O debate reunirá grandes nomes da advocacia feminina, como conselheiras federal e seccional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), presidentes e representantes de comissões da OAB-MA e da subseção de Imperatriz, além de profissionais de outros segmentos atuantes no combate ao assédio.

Serviço

O quê: Debate sobre assédio moral e sexual no ambiente advocatício
Quando: Nesta quinta-feira, 23, às 15h
Onde: No Escritório Sodré, Ramalho, Lopes, Roquette & Advogados Associados, localizado na Rua Frei Manoel Procópio, n.º 164, Centro, Imperatriz/MA

Carregando