Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Governo do Maranhão cria comissões de transição energética para energias renováveis

O Programa Estadual de Hidrogênio Verde também será regulamentado com a elaboração de estudos para implantação de projetos.

José Reinaldo reuniu-se com técnicos encarregados da Elaboração da Política de Energia Renovável e Hidrogênio Verde (Foto: Divulgação)

O Governo do Maranhão, por intermédio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Programas Estratégicos (Sedepe), instalou, nessa segunda-feira (27), em solenidade no auditório da Casa Civil do Governo do Estado, no Edifício João Goulart, as comissões para Elaboração da Política Estadual de Energia Renovável e de Elaboração do Programa Estadual de Hidrogênio Verde.

Criadas pelos Decretos Estadual nº 37.595 e 37.596 de 28 de abril de 2022, as comissões representam um passo fundamental do Estado do Maranhão em direção à atual realidade de transição energética para energias renováveis ou “limpas” e para um futuro mais sustentável.

A Política Estadual de Energia Renovável tem como objetivo o desenvolvimento de estudos, diretrizes, programas e ações necessárias à expansão da oferta de energias originárias de fontes limpas e renováveis. O Programa Estadual de Hidrogênio Verde também será regulamentado com a elaboração de estudos para implantação de projetos, visando ao desenvolvimento sustentável e integrado ao potencial energético para geração do hidrogênio verde no Estado.

Era da Energia Limpa

Autoridades compuseram a mesa de abertura dos trabalhos, entre elas o presidente da Emap, Ted Lago; o presidente da Fiema, Edilson Baldez; o subsecretário de Estado do Planejamento e Orçamento, Dionatan Carvalho, representando o secretário Luis Fernando Silva (Seplan); o superintendente de Minero-Metalurgia, Petróleo e Gás Francisco Fraga Araújo; o secretário adjunto da Sedepe, Geraldo Carvalho Júnior; e o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico e Programas Estratégicos, José Reinaldo Tavares.

Houve exposições com informações baseadas em estudos detalhados sobre o tema, feitas pelo economista e secretário adjunto da Sedepe, Geraldo Carvalho, e pelo engenheiro e superintendente do órgão, Fraga Araújo.

As palestras trouxeram dados sobre o enorme potencial do Maranhão em energia renováveis, com indicadores e potencial a ser explorado. O ex-governador José Reinaldo atualizou o público presente sobre a agenda de desenvolvimento do Estado, citando as recentes reuniões de técnicos da Sedepe na Petrobras, no BNDES, na Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos, que resultaram em êxitos para o Estado.

“O Maranhão não tem vocação para ser pobre. Nosso estado possui um futuro extraordinário que já começou”, afirmou.

O secretário mencionou ainda a importância da palestra que foi proferida, por videoconferência pelo professor do curso de Engenharia Elétrica da Universidade Federal do Ceará, Jurandir Picanço, consultor de Energia da FIEC (Federação das Indústrias do Estado do Ceará), ex-secretário de Ciência e Tecnologia, integrante da lista dos 100 mais influentes da Energia de 2022, da Plataforma Full Energy, do Grupo Mídia.

Carregando