Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Maior fábrica de chocolate do mundo interrompe produção

Produtora suíça Barry Callebaut disse que tomou medidas de precaução, incluindo o recall de todos os produtos feitos na fábrica belga em Wieze desde o momento dos testes

Foto: Reprodução

Uma fábrica de chocolate na Bélgica fechou temporariamente suas portas depois de descobrir Salmonella em um lote de produção.

A produtora suíça de chocolate Barry Callebaut interrompeu a produção em sua fábrica em Wieze, na Bélgica, no começo da semana, informou a empresa em comunicado na última quinta-feira (30).

A fábrica de Wieze é a maior fábrica de chocolate do mundo, de acordo com o site de turismo do governo Visit Flanders.

“Para a Barry Callebaut, a segurança alimentar é primordial. Nossos robustos programas de segurança alimentar em vigor nos permitiram identificar rapidamente a lecitina como a fonte da contaminação”, disse a empresa no comunicado, acrescentando que as autoridades alimentares belgas (FAVV) foram informadas do incidente.

A lecitina é uma substância gordurosa usada para unir outros ingredientes do chocolate.

A empresa disse que tomou medidas de precaução, incluindo o recall de todos os produtos fabricados desde o momento dos testes. A produção em Wieze permanecerá suspensa até novo aviso.

“Atualmente, estamos entrando em contato com todos os clientes que podem ter recebido produtos impactados”, disse o comunicado.

Em um comunicado na sexta-feira (1°), Barry Callebaut disse que nenhum chocolate contaminado “entrou na cadeia alimentar do varejo”.

A empresa, que faturou quase US$ 8 bilhões em vendas no ano fiscal de 2020-21, produz chocolate para outros fabricantes de chocolate, incluindo pequenos chocolatiers e grandes marcas, embora tenha se recusado a fornecer nomes de clientes.

“Barry Callebaut agora terá tempo para continuar com a análise de causa raiz muito diligente — mantendo o FAVV informado no processo. Quando isso for concluído, as linhas serão limpas e desinfetadas antes de retomar o processo de produção”, disse a empresa.

Carregando